04:53 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 43
    Nos siga no

    Um dos aplicativos mais populares de mensagens do mundo, agora permite ao utilizador entrar e sair de videochamadas mesmo que não tenha atendido o celular da primeira vez.

    O WhatsApp anunciou hoje (19) em seu blog oficial uma nova funcionalidade do aplicativo de mensagens em relação a videochamadas.

    O novo recurso permite que o usuário entre em chamadas de grupo a qualquer momento, sem precisar atendê-las na hora em que o telefone toca. A ideia do desenvolvedor é que as pessoas tenham com essa funcionalidade "a mesma facilidade e a espontaneidade de uma conversa ao vivo".

    Portanto, a partir de hoje (19), se alguém do grupo da videochamada não a atender de imediato, ainda poderá entrar, sair e entrar novamente enquanto a chamada estiver em andamento.

    Lionel Messi durante videochamada depois da final da Copa América no Rio de Janeiro, 10 de julho de 2021
    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Lionel Messi durante videochamada depois da final da Copa América no Rio de Janeiro, 10 de julho de 2021

    Haverá também uma "tela de informações" para que o usuário veja quem já está participando e quem foi convidado, mas ainda não entrou. Além disso, mesmo se a chamada for ignorada, o usuário poderá entrar mais tarde acessando a aba "Chamadas" no aplicativo.

    Se forem chamadas de voz ou vídeo, o utilizador saberá reconhecer por um pequeno ícone de telefone ou câmera de vídeo, respectivamente, disponíveis na tela de informação.

    "Chamadas unificáveis ​​reduzem a carga de atender uma chamada em grupo assim que ela começa, e traz a espontaneidade e a facilidade das conversas pessoais para as chamadas em grupo no aplicativo", disse o desenvolvedor. 

    Mais:

    Orçamento secreto foi praticado em mais 3 ministérios; negociações aconteceram através do WhatsApp
    Revelada nova função útil para uso do mensageiro WhatsApp em vários dispositivos
    WhatsApp processa governo indiano por querer 'minar direito das pessoas à privacidade'
    Tags:
    WhatsApp, celular, tecnologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar