06:04 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    Enorme grupo de galáxias conhecido como Aglomerado do Norte e localizado a 50 milhões de anos-luz está se movendo em enorme velocidade em direção a outras duas estruturas semelhantes, disse a astrônoma Veronica Biffi em uma entrevista publicada pelo Instituto Nacional de Astrofísica de Itália (INAF).

    Um grupo internacional de astrônomos criou imagens com detalhes nunca antes vistos de um aglomerado de galáxias com um buraco negro no centro se movendo a alta velocidade ao longo de uma "estrada de matéria" intergaláctica. Os resultados suportam as teorias existentes sobre as origens e evolução do Universo.

    Até há pouco tempo era difícil provar o conceito de que as estradas de gás fino conectam aglomerados de galáxias através do Universo, porque a matéria nestas estradas é tão esparsa que escapa aos instrumentos mais sensíveis.
    Imagem óptica do superaglomerado de galáxias Abell 3391/95 construída com dados dos telescópios eROSITA e ASKAP
    Imagem óptica do superaglomerado de galáxias Abell 3391/95 construída com dados dos telescópios eROSITA e ASKAP

    Após a descoberta em 2020 de um filamento intergaláctico de gás de pelo menos 50 milhões de anos-luz de comprimento, os cientistas desenvolveram imagens com um nível de detalhe sem precedentes do Aglomerado do Norte – um aglomerado de galáxias encontrado neste filamento de gás, escreve portal SciTechDaily.

    Em uma coletiva de imprensa, a equipe do telescópio eROSITA da Universidade de Bonn, Alemanha, apresentou suas observações do aglomerado, que parece estar se movendo em alta velocidade.

    Jatos de matéria estão fluindo atrás dele "como as tranças de uma garota correndo", disse Angie Veronica, autora principal do estudo do Instituto de Astronomia Argelander da Universidade de Bonn.

    ​Nosso estudo já está no portal arXiv com outros artigos de eROSITA. É sobre um aglomerado de galáxias que está "caindo" (o Aglomerado do Norte) que se encontra em um filamento de cerca de 15 megaparsec de comprimento descoberto por eROSITA. 

    No total, as observações confirmam a visão teórica de que o filamento de gás é uma via intergaláctica de matéria. O Aglomerado do Norte está se movendo ao longo desta estrada em alta velocidade em direção a dois outros aglomerados de galáxias muito maiores, chamados de Abell 3391 e Abell 3395.

    "Está como que caindo para estes aglomerados e continuará a aumentá-los, tal como o princípio 'o vencedor leva tudo'", explicou Thomas Reiprich, da Universidade de Bonn, em comunicado da Universidade Macquarie, Austrália. "O que estamos vendo é uma foto dessa queda", acrescentou.

    As observações sobre os grupos de galáxias são apresentadas em um estudo aceito para publicação na revista Astronomy & Astrophysics e disponível no portal arXiv.

    Mais:

    Físicos confirmam teorema de Hawking pela 1ª vez através de observações
    Cometa misterioso libera quantidade de álcool anormalmente elevada perto da Terra, diz novo estudo
    Jogar 'bomba áxion' em buraco negro pode quebrar lei fundamental da física, diz estudo
    Tags:
    astronomia, telescópio, Universo, galáxias
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar