04:50 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    No sítio arqueológico de Tossal de Baltarga, localizado nos Pirenéus catalães na Espanha, pesquisadores encontraram um anel de sinete romano com uma pedra semipreciosa com uma imagem gravada que mostra Aquiles apoiando a rainha amazona Penthesilea depois de matá-la.

    Em meados do século I a.C., uma guarnição militar romana que estava alojada em Tossal de Baltarga abandonou o recinto de forma precipitada. Por causa de sua rápida saída, os soldados deixaram para trás muitos de seus pertences, tais como ânforas, muitas moedas e, o que é mais significativo, três valiosos anéis, avança portal El Español.

    Estas peças impressionantes foram descobertas pelos pesquisadores da Universidade Autónoma de Barcelona, que estudam este sítio arqueológico há cerca de dez anos. Na época republicana de Roma, os anéis de sinete eram utilizados como um instrumento em documentos administrativos e logísticos e eram uma forma de identificação dos oficiais e comandantes romanos.

    • Anel que mostra Aquiles matando a rainha amazona Penthesilea descoberto na Espanha
      Anel que mostra Aquiles matando a rainha amazona Penthesilea descoberto na Espanha
    • Escavações arqueológicas nos Pirineus catalães (Espanha)
      Escavações arqueológicas nos Pirineus catalães (Espanha)
      © Foto / UAB
    • Anel que mostra Aquiles matando a rainha amazona Penthesilea descoberto na Espanha
      Anel que mostra Aquiles matando a rainha amazona Penthesilea descoberto na Espanha
    1 / 3
    Anel que mostra Aquiles matando a rainha amazona Penthesilea descoberto na Espanha
    Dos três anéis descobertos destaca-se um forjado de ferro que tem uma pedra semipreciosa ilustrando uma cena do Ciclo Troiano: Aquiles segurando a rainha amazona Penthesilea – de acordo com a mitologia grega ele matou a mulher durante uma batalha.

    Este artefato provavelmente pertenceu a um general romano, talvez a um tribuno, que deixou cair o anel durante algum evento militar que teria levado ao abandono do assentamento.

    Essa é a principal hipótese sugerida pelos pesquisadores, segundo aponta o artigo recém-publicado na revista European Journal of Archaeology.

    Mais:

    Ruínas de igreja de 1.600 anos emergem de lago turco graças a lockdown (FOTOS)
    Corpos sepultados em jarros são descobertos em jardim de antigo palácio na Croácia (FOTOS)
    Cientistas descobrem por acaso fóssil raro de 2 milhões de anos na Tanzânia (FOTO)
    Tags:
    sítio arqueológico, Império Romano, Espanha, artefato, arqueologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar