14:21 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    Esqueletos que datam do século IV são descobertos enterrados em enormes jarras de cerâmica. A necrópole foi descoberta no terreno do Palácio Radosevic do século XVII na ilha de Hvar, na costa da Dalmácia, na Croácia.

    Escavações realizadas por arqueólogos no terreno do Palácio Radosevic, na ilha de Hvar, costa da Dalmácia, na Croácia, desvendaram uma necrópole contendo restos mortais de 32 indivíduos bem preservados em um total de 20 sepulturas diferentes. Os túmulos estavam excepcionalmente bem preservados, alguns incluíam jarros de cerâmica, ânforas, moedas e utensílios.

    De acordo com especialistas, enterros em potes de cerâmica são comuns e alguns consideram que foram reservados para bebês e crianças. Os arqueólogos também encontraram duas paredes durante a escavação, que datam dos séculos II e V, identificando um assentamento na área.

    A maioria dos túmulos foi decorada com um ou mais jarros e lâmpadas de cerâmica, garrafas e vasos de vidro, dinheiro e outros pequenos utensílios
    A maioria dos túmulos foi decorada com um ou mais jarros e lâmpadas de cerâmica, garrafas e vasos de vidro, dinheiro e outros pequenos utensílios

    As escavações de dois meses conduzidas pela firma de consultoria arqueológica Kantharos foram realizadas antes da construção de uma nova biblioteca e sala de leitura no terreno de 65 metros quadrados do palácio.

    Típico de sepulturas da antiguidade tardia, os túmulos incluíam jarros altos com duas alças e outras louças, estruturas feitas de telhas e uma tumba de alvenaria na qual foram descobertos os ossos de 12 pessoas.

    Os arqueólogos croatas desenterraram uma necrópole com os restos mortais de 32 pessoas, algumas enterradas em potes de cerâmica como na foto
    Os arqueólogos croatas desenterraram uma necrópole com os restos mortais de 32 pessoas, algumas enterradas em potes de cerâmica como na foto

    "O que enfatiza especialmente esta necrópole é sua preservação excepcional, bem como sepulturas muito valiosas e completas", escreveram os pesquisadores em um comunicado.

    "A maioria dos túmulos era decorada com um ou mais jarros e lâmpadas de cerâmica, garrafas e vasos de vidro, dinheiro e outros pequenos utensílios", detalharam.

    As descobertas, eles acrescentaram, sugerem "percepções completamente novas sobre a produção de cerâmica antiga regional, bem como ligações comerciais, por meio de importações documentadas, algumas das quais foram registradas pela primeira vez no Adriático".

    "De todos os vestígios da antiguidade tardia encontrados em Hvar até agora, este é realmente o local mais significativo e rico", disse a equipe.

    Os túmulos foram excepcionalmente bem preservados, incluindo pequenos jarros de cerâmica, moedas e utensílios
    Os túmulos foram excepcionalmente bem preservados, incluindo pequenos jarros de cerâmica, moedas e utensílios

    A escavação do Palácio Radosevic mostrou vividamente "todo o esplendor arqueológico dos achados de túmulos e nos dá, por enquanto, a visão mais detalhada dos costumes funerários daquele período", concluíram os pesquisadores.

    Mais:

    Antigo cemitério de crianças encontrado na Grécia dá pistas sobre adoração de deusa do parto (FOTOS)
    Mais de 40 corpos são encontrados em 'cemitério' clandestino de ex-policial de El Salvador
    Cemitério de escravos africanos do século XVIII é encontrado em antiga plantação do Caribe (FOTOS)
    Tags:
    Croácia, corpos, palácio, restos mortais, enterro, túmulos, sepulturas, arqueólogo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar