14:12 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 160
    Nos siga no

    Ruínas da basílica bizantina de São Neófito se tornaram visíveis pela primeira vez em resultado do impacto positivo do lockdown, que ajudou a limpar as águas da poluição, de acordo com Daily Star.

    As ruínas da basílica bizantina tinham sido encontradas em 2014, mas habitualmente estavam cobertas de algas, sendo impossíveis de ver, segundo o tabloide Daily Star.

    No entanto, novas e impressionantes fotos mostram as ruínas submersas em águas cristalinas.

    Tal como aconteceu com o retorno dos golfinhos às vias navegáveis de Veneza nos primeiros meses do lockdown, as águas do lago Iznik no noroeste da Turquia ficaram tão limpas que é possível agora ver a igreja antiga.

    Os níveis baixos de poluição em um lago turco levaram ao surgimento de uma antiga igreja de 1.600 anos que pode ser vista a olho nu sob as águas cristalinas do lago Iznik, outrora poluídas.

    O Instituto Arqueológico da América chamou a Basílica de uma das dez principais descobertas do ano.

    Acredita-se que a igreja foi construída no ano 390 d.C. em homenagem de São Neófito, que foi morto na costa do lago. Diz-se que um terremoto em 740 d.C. derrubou a igreja e, com a subida do nível das águas, esta acabou por ficar submersa.

    O professor Mustafa Sahin, que por anos tem realizado pesquisas no lago, disse ter ficado surpreendido ao descobrir as ruínas, segundo o Live Science.

    "Quando vi pela primeira vez as imagens do lago, fiquei bastante surpreso ao ver uma estrutura de igreja tão clara", de acordo com suas palavras.

    Mais:

    Arqueólogos descobrem flecha no local do famoso duelo bíblico entre Davi e Golias (FOTOS)
    Arqueólogos encontram 'Pompeia em miniatura' ao escavar antigo cinema na Itália (FOTO)
    Arqueólogos determinam momento em que evolução humana deu salto
    Tags:
    igreja, arqueologia, lago, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar