20:24 17 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 78
    Nos siga no

    Na quarta-feira (9), a Google apresentou o Firmina, um cabo submarino que está sendo construído pela empresa, e que vai conectar o Brasil, Argentina e Uruguai à Costa Leste dos EUA.

    De acordo com o Google, o cabo submarino sairá de Las Toninas, cidade argentina, e vai até a Costa Leste dos EUA, conectando-se pelo caminho às cidades de Punta del Este, no Uruguai, e Praia Grande, no Brasil.

    Com isso, a empresa espera facilitar o acesso de usuários na América do Sul aos serviços do Google, como o Gmail, Youtube, Google Cloud e o servidor de busca.

    A empresa fez questão de mencionar que o cabo será o mais longo do mundo entre aqueles que funcionam com fonte de energia somente em uma de suas extremidades, permitindo que o tráfego seja mantido mesmo que as outras fontes estejam temporariamente indisponíveis.

    "A capacidade do Firmina de funcionar com uma única fonte de energia em uma das extremidades é importante, pois garante confiabilidade, uma das principais prioridade do Google para a rede", afirmou.

    Além disso, o Google comunicou que o Firmina será capaz de manter seu funcionamento mesmo com apenas uma fonte de energia, pois ele recebe uma voltagem 20% maior em relação à utilizada em sistemas anteriores.

    "Conquistar este design altamente resiliente, que representa a quebra de um recorde, foi possível ao fornecer uma voltagem 20% maior para este cabo do que a utilizada em sistema anteriores", completa.

    Mais:

    Austrália descobre que Google enganou consumidores sobre coleta de dados
    'Ameaça genuína': especialista em cibersegurança dá razão para abandonar Google Chrome
    Google usa manobra tributária para desviar bilhões de dólares em impostos de 2019
    Tags:
    Google, tecnologia, tecnologias, cabo submarino, América do Sul, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar