22:40 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de junho de 2021 (22)
    0 102
    Nos siga no

    A eficácia dos confinamentos como método de luta contra a COVID-19 ainda permanece uma questão em aberto, no entanto, a possibilidade da eliminação de outras doenças por causa de tais medidas poderia ser, de fato, uma realidade.

    Com o fechamento de escolas e empresas, as restrições de viagem e a proibição de ajuntamentos, várias variantes da gripe podem ter sido erradicadas, segundo um relatório publicado pelo STAT, portal de notícias que se especializa em notícias sobre saúde.

    Durante a pandemia, várias estirpes de gripe foram sumindo e enfraquecendo, algo que vários especialistas atribuem à utilização da máscara, ao cumprimento das normas de distanciamento social, entre outras medidas associadas à luta contra a COVID-19. Segundo o estudo, parece que, efetivamente, duas estirpes da gripe sumiram por completo.

    Uma subespécie de vírus H3N2 e uma variante do vírus influenza B não têm sido detectadas em mais de 12 meses, pelo que o STAT supõe que "podem ter desaparecido – ter se extinguido".

    Trevor Bedford, um biólogo computacional no Centro de Pesquisa do Câncer Fred Hutchinson, em Seattle, contou ao STAT que poderia haver uma "possível chance" de que o H3N2 pudesse ter desaparecido, mas admitiu que "o mundo é um lugar grande", citado pelo portal.

    Relativamente à variante do vírus influenza B, os especialistas têm examinado várias bases de dados em busca de novos registros do vírus, mas até agora ainda nada foi encontrado.

    Porém, Florian Kramme, especialista na área da gripe na Escola de Medicina Mount Sinai em Manhattan, adverte que "apenas porque ninguém o viu, isso não significa que ele tenha desaparecido por completo, certo? Mas poderia".

    Richard Webby, diretor do Centro Colaborativo de Estudos da Ecologia de Influenza em Animais de Aves da Organização Mundial de Saúde, também foi cauteloso em declarar oficialmente a extinção de estirpes de vírus.

    Segundo o mesmo, apenas uma minoria de vírus da gripe pode ser submetida a sequenciamento genético em laboratório, o que significa que "previsões sobre quais vírus da gripe podem ter desaparecido, segundo as bases de dados, se arriscam a estar erradas", citado pelo STAT.

    Apesar de as medidas contra a COVID-19 parecerem ser eficazes contra estirpes de vírus da gripe, a sua eficácia na contenção do novo coronavírus parece, até certo ponto, ser questionável, pois a República Tcheca, por exemplo, apesar de vários meses de confinamento, foi em março deste ano o país com maior nível de infeções pela COVID-19.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de junho de 2021 (22)

    Mais:

    CPI da Covid: resposta do governo à pandemia ou novo 'teatro' do Brasil?
    Putin: além da Rússia, ninguém ajuda outros países a fabricarem vacinas em seus territórios
    Fauci diz que e-mails divulgados sobre origens da COVID-19 foram 'retirados do contexto'
    Tags:
    influenza, vírus, proteção, distanciamento, máscara, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar