06:25 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 71
    Nos siga no

    Um grupo de arqueólogos italianos descobriu os restos fossilizados de nove neandertais em uma caverna próxima a Roma, o que traz novas revelações sobre como a península italiana era habitada e quais eram suas condições ambientais.

    O Ministério da Cultura da Itália anunciou a descoberta neste sábado (8) e assinalou que a mesma confirma que a caverna Guattari, em San Felice Circeo, é "um dos lugares mais significativos do mundo para a história dos neandertais", onde um crânio dessa espécie de hominídeo foi encontrado em 1939.

    Neandertal - novas descobertas.

    Os fósseis descobertos nesta ocasião incluem crânios, fragmentos de crânios, dois dentes e outros fragmentos de ossos. Os restos mais antigos estão datados entre 100.000 e 90.000 anos atrás, enquanto acredita-se que os fósseis de outros oito neandertais encontrados na caverna têm entre 50.000 e 68.000 anos, segundo o Ministério da Cultura italiano.

    As escavações, que começaram em 2019, envolveram um parte da caverna que ainda não havia sido explorada, o que inclui um lago que foi visto pela primeira vez pelo antropólogo Alberto Carlo Blanc, a quem é creditada a descoberta do crânio de neandertal em 1939.

    Neandertal - Novas descobertas / Entrevista com M. Rubini: "A vida dos neandertais é fundamental para compreender a nossa humanidade. Com esta descoberta, a caverna Guattari em Circeo se confirma como um dos locais mais importantes do mundo para a história dos neandertais".

    Por sua vez, o ministro da Cultura italiano, Dario Franceschini, classificou o achado como "uma descoberta extraordinária que ressoará em todo o mundo'', o que foi confirmado pelo antropólogo Mauro Rubini, que assinalou que a grande quantidade de restos sugere a presença de uma população significativa de neandertais no local, "a primeira sociedade humana da qual podemos falar''.

    Além da descoberta dos restos de neandertais, os arqueólogos afirmam que a caverna preservou perfeitamente o ambiente de 50.000 anos atrás. Lá foram encontrados diversos fósseis de restos animais — tais como elefantes e rinocerontes lanudos e veados gigantes, entre outras espécies — que trazem uma luz sobre a fauna e a flora que existiam naquela área e o histórico climático da região.

    Neandertal / Novas descobertas na caverna Guattari [Itália] colocam a região de Circeo entre as mais importantes do mundo para o conhecimento sobre nossos ancestrais: uma nova pesquisa traz à tona fósseis atribuídos a nove indivíduos neandertais.

    Mais:

    Dente de criança neandertal que viveu há 48 mil anos é encontrado na Itália (FOTO)
    Minicérebros dotados de gene neandertal oferecem pista sobre a evolução humana
    COVID-19: herança neandertal em cromossomo diminui necessidade de terapia intensiva, diz estudo
    Tags:
    descoberta, neanderthal, fósseis, arqueologia, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar