23:37 17 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    O drone Hybrid Tiger "combina várias fontes de energia com diferentes vantagens para alcançar extrema resistência", segundo engenheiro do Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA. A ideia agora é "extrapolar a resistência".

    O Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA realizou voo do veículo aéreo não tripulado Tiger por mais de 24 horas em novembro de 2020, constatando o voo mais longo do tipo durante demonstração que aconteceu no Aberdeen Proving Grounds, em Maryland.

    O drone é movido por célula de combustível de hidrogênio de alta pressão. Durante a noite, faz uso de um sistema de célula de combustível, e de dia, usa painéis solares fotovoltaicos de alta eficiência localizados em suas asas para conseguir voar. Além disso, o Tiger usa técnicas de captação de energia, como voar alto em correntes térmicas, anunciou o laboratório na última semana.

    "O voo foi efetivamente um teste de desempenho nas piores condições: temperaturas caindo abaixo de zero grau Celsius, ventos soprando a 37 quilômetros por hora e relativamente pouca energia solar quando nos aproximamos do solstício solar [em] 21 de dezembro", diz Richard Stroman, engenheiro mecânico da Divisão de Química do Laboratório de Pesquisa Naval.

    Como o drone teve um bom desempenho em más condições, e os engenheiros esperam agora que ele possa voar por mais de dois dias continuamente com clima e luz solar melhores. O laboratório planeja realizar tal demonstração nos próximos meses, de acordo com a Flight Global.

    "Extrapolar a resistência de voo do Hybrid Tiger a partir dos dados de voo recentes sugere que ele pode atingir a resistência de voo do objetivo do programa", diz Stroman. "Os resultados validaram nossos extensos esforços de simulação, porque a resistência de voo é quase exatamente o que foi previsto por nossa simulação", completou o engenheiro.
    © Foto / Marinha dos EUA
    Design do veículo Hybrid Tiger da apresentação de 2018. A imagem mostra os painéis solares fotovoltaicos de 430 W localizados em suas asas. No meio do drone, fica o tanque de combustível de hidrogênio de alta pressão e da carga útil. Na parte dianteira, localizam-se os sistemas de gerenciamento e otimização de energia com os controles de troca de fonte de energia e o motor com sua hélice

    "Os pesquisadores do programa também estão desenvolvendo algoritmos de gerenciamento de energia com consciência de energia, que variam os modos operacionais e geram uma estratégia de navegação do veículo com base em previsões do tempo e oportunidades observadas localmente para a coleta de energia", diz o Laboratório de Pesquisa Naval.

    "A subida autônoma, por exemplo, é usada para ganhar altitude a partir de correntes ascendentes térmicas, quando disponíveis. Hybrid Tiger combina várias fontes de energia com diferentes vantagens para alcançar extrema resistência."

    Algoritmos desenvolvidos pelo Laboratório de Pesquisa Naval permitiram que um planador não tripulado semelhante voasse 113 quilômetros de distância em quatro horas e meia usando apenas colunas térmicas para ganhar altitude periodicamente, de acordo com uma apresentação do programa no site oficial.

    "Os algoritmos de orientação automática e com consciência energética ajudam a maximizar a extração de energia e minimizar a perda de energia", detalha Stroman.

    Como célula de combustível de hidrogênio pode ser coletada da água usando eletrólise movida a painel solar, os especialistas veem a tecnologia como uma forma de se libertar das cadeias de suprimento de gás da aviação. Ainda segundo o engenheiro, o uso do hidrogênio não só permitiria longa durabilidade, mas também possibilitaria a produção local de combustível.

    Por fim, o laboratório anunciou que quer fazer a transição do sistema híbrido para empresas dos EUA para que a tecnologia possa ser usada para melhorar a durabilidade dos drones operacionais.

    Mais:

    EUA testam avião de reabastecimento KC-135 com drone Loyal Wingman
    Pescadores da China encontram navio-drone colocado em águas chinesas 'por país estrangeiro' (FOTO)
    'Cúpula impenetrável': Exército da Rússia estreia sistema de guerra eletrônica contra drones
    Coalizão liderada pela Arábia Saudita intercepta drone houthi no sul do país
    Tags:
    drone, combustível, EUA, força naval, autonomia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar