17:46 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    Foi identificado na Argentina um novo tipo de dinossauro semelhante a tiranossauro com audição superior e que pode ter sido um grande predador na Patagônia 80 milhões de anos atrás.

    Paleontólogos da Argentina identificaram uma espécie até então desconhecida de dinossauro que teria usado suas enormes garras, mordida poderosa e agudo sentido de audição para caçar presas na Patagônia há 80 milhões de anos.

    Os restos fossilizados do Llukalkan aliocranianus incluem uma caixa craniana muito bem preservada e não esmagada, e foram desenterrados na Formação Bajo de la Carpa, na Argentina. Llukalkan significa "aquele que causa medo" na língua dos mapuches indígenas, e aliocranianus significa "crânio incomum" em latim.

    O crânio do dinossauro Llukalkan aliocranianus encontrado na Argentina
    O crânio do dinossauro Llukalkan aliocranianus encontrado na Argentina

    Parte de uma família de dinossauros chamada abelissaurídeos, a criatura recém-identificada seria muito parecida com tiranossauro em aparência, pois, de acordo com os cientistas, o dinossauro teria braços minúsculos e atarracados. Já o crânio seria anormalmente curto e profundo, com cristas, saliências e chifres.

    De pelo menos cinco metros de comprimento, quase do tamanho de um elefante, o Llukalkan aliocranianus teria vivido na Patagônia e em outras áreas do subcontinente meridional pré-histórico de Gondwana, que incluía África, Índia, Antártica, Austrália e América do Sul.

    A impressão artística do dinossauro carnívoro Llukalkan aliocranianus do período Cretáceo, que viveu há cerca de 80 milhões de anos na região da Patagônia Argentina. Imagem obtida pela Reuters em 30 de março de 2021
    © REUTERS / Jorge Blanco/Journal of Vertebrate Paleontology
    A impressão artística do dinossauro carnívoro Llukalkan aliocranianus do período Cretáceo, que viveu há cerca de 80 milhões de anos na região da Patagônia Argentina. Imagem obtida pela Reuters em 30 de março de 2021

    Sua característica mais marcante destacada pelos cientistas corresponde a uma pequena cavidade cheia de ar na zona do ouvido médio que não foi vista em nenhum outro abelissaurídeo encontrado até agora, de acordo com a pesquisa publicada na terça-feira (30) no Journal of Vertebrate Paleontology.

    "Uma peculiaridade desse dinossauro é que ele possui cavidades na área da orelha que outros abelissaurídeos não tinham, o que poderia ter dado a esta espécie diferentes capacidades auditivas, possivelmente um maior alcance auditivo. Isso, junto com seu aguçado olfato, teria dado grande capacidade como predador desta espécie", disse o autor Federico Gianechini, paleontólogo da Universidade Nacional de San Luis, Argentina, à CNN.

    Os pesquisadores compararam a audição do novo tiranossauro à de um crocodilo contemporâneo. O mecanismo de audição único do dinossauro sugere que os abelissaurídeos ainda floresciam pouco antes da extinção dos dinossauros, 67 milhões de anos atrás.

    "Esses dinossauros ainda estavam experimentando novos caminhos evolutivos e se diversificando rapidamente antes de morrerem completamente", disse Ariel Mendes, coautor do estudo e paleontólogo do Instituto Patagônico de Geologia e Paleontologia da Argentina.

    Sítio arqueológico onde foi descoberto o crânio do Llukalkan aliocranianus, local conhecido como La Invernada, perto da cidade de Rincón de los Sauces, na província de Neuquén, Argentina
    Sítio arqueológico onde foi descoberto o crânio do Llukalkan aliocranianus, local conhecido como La Invernada, perto da cidade de Rincón de los Sauces, na província de Neuquén, Argentina

    Os restos fossilizados foram descobertos em 2015 por acidente durante uma escavação para desenterrar outro tipo de dinossauro, em um lugar conhecido como La Invernada, perto da cidade de Rincón de los Sauces, na província argentina de Neuquén.

    Mais:

    Descoberta nova espécie de dinossauro que habitou a Ásia há 90 milhões de anos (FOTO)
    Alguns dos primeiros dinossauros do Reino Unido viveriam em ilhas tropicais, diz estudo
    Menor pegada de dinossauro do mundo é descoberta na China (FOTOS)
    Dinossauro 'blindado' do período Cretáceo pode ter sido capaz de cavar (FOTO)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar