15:36 21 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    A foto da semana no site da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) retorna à Nebulosa do Véu, uma das mais populares imagens do Telescópio Espacial Hubble.

    A imagem foi captada pelo Hubble anteriormente, contudo, recebeu novas técnicas de processamento, revelando os detalhes finos da nebulosa, como os delicados tópicos e filamentos de gás ionizado, segundo a ESA.

    A Nebulosa do Véu é parte de uma remanescente supernova, chamada Laço do Cisne, localizada a 2.400 anos-luz da Terra.

    ​A Nebulosa do Véu, avistada pela NASA/ESA. O Telescópio Espacial Hubble, aplicou novas técnicas de processamento para aprimorar os detalhes dos filamentos de gás ionizado da nebulosa.

    Os novos métodos de processamento do telescópio intensificaram os detalhes das emissões do oxigênio duplamente ionizado (em azul), hidrogênio e nitrogênio ionizado (em vermelho).

    A nebulosa, também conhecida como W78 e Sharpless 103, é a parte visível da vizinha Laço de Cisne, que foi formada a dez mil anos após a morte de uma estrela massiva.

    A estrela progenitora da Nebulosa do Véu, que era 20 vezes maior que o Sol, viveu rápido e morreu jovem, terminando sua vida em um lançamento cataclísmico energético.

    Mais:

    Mistério geológico na Sibéria intriga cientistas da NASA (FOTOS)
    Asteroides 'desajustados' farão aproximação à Terra nos próximos dias, relata NASA
    Primeiros passos: robô da NASA faz 1º passeio em Marte (FOTOS)
    Tags:
    Sistema Solar, Sol, estrelas, nebulosa, NASA, NASA, hubble
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar