15:34 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    De acordo com o Departamento de Meio Ambiente, Silvicultura e Pesca da África do Sul, esta espécie de peixes tem uma neurotoxina mortal que pode paralisar o diafragma humano, causando insuficiência respiratória.

    Tess Gridley, uma mulher britânica que vive na África do Sul, descobriu em uma praia na Cidade do Cabo dezenas de peixes-balão (baiacu) na areia quando passeava com a sua família naquele local, escreve o Daily Star.

    Ela disse que no areal estavam espalhados centenas de peixes. Mais tarde os biólogos marinhos determinaram que se trata do venenoso peixe-balão.

    "Estes peixes produzem tetrodotoxina, uma neurotoxina mortal, a morte geralmente surge na forma de parada cardíaca […] As pessoas que vêm passear com seus cachorros são fortemente aconselhadas a manter seus animais de estimação longe deles. Se um cão comer todo ou uma parte do peixe-balão, deve-se induzir imediatamente o vômito e levá-lo o mais rápido possível para o veterinário", informou o Departamento de Meio Ambiente, Silvicultura e Pesca da África do Sul, citado pelo jornal.

    A tetrodotoxina, a substância venenosa no organismo do peixe, pode paralisar o diafragma, causando insuficiência respiratória, o que pode levar à asfixia e parada cardíaca.

    Atualmente não se sabe por que tantos peixes apareceram na praia sul-africana.

    Mais:

    Grande quantidade de vermes 'cabeça de pá' são encontrados no estado da Geórgia (FOTO)
    Surpresa perigosa: viúva-negra é encontrada em cacho de uva
    Sapos-cururu venenosos surgem na Flórida e ameaçam animais domésticos (FOTO)
    Tags:
    África do Sul, substâncias tóxicas, veneno, peixe
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar