14:00 05 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 100
    Nos siga no

    Um menino descobriu em seu jardim no centro de Inglaterra, Reino Unido, restos de um coral do Paleozoico, período remoto em que o território britânico estava todo debaixo d'agua.

    Siddak Singh Jhamat, um garoto de seis anos morador na cidade de Walsall, no Reino Unido, encontrou um fóssil que pode ter 488 milhões de anos de idade, escreveu no sábado (27) o jornal The Guardian.

    Aluno de seis anos encontra fóssil de 488 milhões de anos enquanto procurava minhocas em seu jardim | Daily Mail Online

    Segundo seu pai, Vish Singh, o garoto encontrou no jardim um coral junto com pedaços menores, e no dia seguinte foi cavar novamente, descobrindo um bloco de areia congelado.

    "Havia ali um monte de pequenos moluscos e conchas, e algo chamado crinoide, parecido com um tentáculo de lula, por isso é uma coisa bem pré-histórica."

    "Eu estava simplesmente procurando por minhocas e coisas como cerâmica e tijolos, e encontrei esta rocha que se parecia um pouco com um chifre, e pensei que poderia ser um dente, uma garra ou um chifre, mas na verdade era um pedaço de coral que é chamado de coral rugoso", relatou o menino.

    Com a ajuda de exploradores de fósseis em um grupo do Facebook, Singh descobriu que se tratava provavelmente de um coral rugoso, que teria entre 251 milhões e 488 milhões de anos, pertencente ao período Paleozoico.

    "Naquela época, a Inglaterra fazia parte do Pangea, um grupo de continentes. A Inglaterra também estava debaixo d'água", explicou Vish Singh, que gostaria de entregar a descoberta ao Museu de Geologia da Universidade de Birmingham, Reino Unido, para um estudo mais aprofundado.

    Segundo a família, a área em que vivem, no centro da Inglaterra, não é conhecida por seus fósseis, apesar de possuir muita argila natural no jardim onde os fósseis foram encontrados. Segundo o pai do menino "muitas pessoas comentaram como é incrível encontrar algo no jardim dos fundos […] mas encontrar uma peça tão grande como essa é bastante singular".

    Mais:

    Fóssil raro do período Cretáceo abre novo capítulo na história da evolução dos pássaros (FOTO)
    Identificado réptil que viveu há 150 mi de anos e parecia junção entre golfinho e tubarão (FOTOS)
    Fóssil de psitacossauro mostra como dinossauros faziam necessidades e copulavam (FOTO)
    Fóssil de 'pterodáctilo' era na verdade de peixe das antiguidades maior que tubarão-branco (FOTOS)
    Tags:
    Reino Unido, Inglaterra, The Guardian, Facebook
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar