20:02 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    140
    Nos siga no

    Hubble registra imagem da galáxia NGC 1947, que se encontra entre uma forma espiral e elíptica por estar no final da vida.

    Nesta segunda-feira (15), o telescópio Hubble registrou um peculiar "momento" da lenticular galáxia NGC 1947.

    Muitas imagens extraordinárias do espaço são capturadas pelo Hubble desde que o mesmo foi lançado na década de 1990, mas essa tem um quê de especial, pois nos permite apreciar uma galáxia em seu final, após perder quase todo o gás e poeira de seus braços espirais que costumavam orbitar em torno de seu centro.

    A galáxia NGC 1947, que mesmo no seu fim, mantém o brilho do Universo
    © Foto / Agência Espacial Europeia / Hubble & NASA, D. Rosario; L. Shatz
    A galáxia NGC 1947, que mesmo no seu fim, mantém o brilho do Universo

    NGC 1947 foi descoberta há 200 anos pelo astrônomo escocês James Dunlop, e só pode ser vista do Hemisfério Sul, na constelação de Dourado, de acordo com o portal Phsy.org.

    Residindo a cerca de 40 milhões de anos-luz de distância da Terra, a galáxia apresenta sua estrutura iluminando seu disco de poeira e gás já bastante fraco com milhões de estrelas.

    Sem a maior parte de seu material de formação estelar, é improvável que muitas novas estrelas nasçam dentro da NGC 1947, fazendo com que seu término definitivo aconteça de forma contínua.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar