11:41 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Dados coletados pela viagem da sonda espacial da NASA, quando estava a caminho de Júpiter, sugerem que Marte pode lançar poeira no espaço interestelar, de acordo com novo estudo.

    A luz zodiacal – brilho amarelado que pode ser observado na parte oriental do céu algumas horas antes do pôr do Sol – é possivelmente provocada pela poeira que chega de Marte, assegurou nesta terça-feira (9) o astrônomo John Leif Jorgensen ao canal dinamarquês TV2.

    Esta hipótese baseia-se em observações da missão espacial Juno da NASA, que foi lançada em 2011 e orbita Júpiter desde 2016. Enquanto movia-se rumo ao gigante gasoso, a sonda passou através de uma nuvem procedente do Planeta Vermelho. Os grãos, que bateram com força contra o aparelho, foram documentados por uma de suas câmeras.

    Os resultados da pesquisa foram publicados na revista Journal of Geophysical Research.

    "Quase parecia como se alguém tivesse sacudido uma toalha cheia de migalhas de pão pela janela, havia tantos objetos pequenos lá", recorda o astrônomo. Ele indicou que foi possível contar pelo menos 23 mil partículas nas imagens enviadas para a Terra.

    Agora, a fonte de poeira não deixa lugar para dúvidas. "Vemos uma clara distribuição da poeira em um padrão que concorda com o fato dela ser proveniente de Marte", explicou Jorgensen.

    Ele confirmou que o fluxo de matéria marciana poderia explicar bem os "falsos amanheceres", causados pelo reflexo da luz solar nas partículas que orbitam nosso planeta.

    "Não se sabe exatamente qual poeira provocou a luz zodiacal. Agora, nossos cálculos demonstram que provavelmente se deve à poeira proveniente de Marte. [...] Até agora, presumia-se que o pó se originava de asteroides e cometas que entraram na parte interna do Sistema Solar", indicou o pesquisador.

    Quanto ao mecanismo da emissão das partículas, ainda não é conhecido. "Não sabemos como esta poeira pode escapar o campo gravitacional de Marte. Na Terra, isso não acontece porque é um planeta úmido e aquoso, que retém poeira na atmosfera", ressaltou o astrônomo.

    Mais:

    Primeiros passos: robô da NASA faz 1º passeio em Marte (FOTOS)
    Missão Mars Express revela de onde vem enorme nuvem na superfície de Marte (VÍDEO)
    NASA divulga som do laser do rover Perseverance destruindo rochas em Marte
    Tags:
    Marte, espaço, poeira, Juno
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar