19:37 20 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)
    120
    Nos siga no

    Pesquisadores da Austrália e China realizaram um estudo em grande escala do biomaterial de morcegos de uma das regiões da província de Yunnan e encontraram quatro genomas de coronavírus aparentados com o SARS-CoV-2.

    Pesquisadores da Austrália e China realizaram um estudo em grande escala do biomaterial de morcegos de uma das regiões da província de Yunnan e encontraram quatro genomas de coronavírus aparentados com o SARS-CoV-2.

    Os resultados do estudo foram publicados em um artigo no site de pré-impressão bioRxiv.

    "Nós realizamos a análise de 411 amostras de 23 espécies de morcegos que habitam uma pequena região na província de Yunnan, China, desde maio de 2019 até novembro de 2020 [...] Desses dados nós extraímos 24 genomas completos do coronavírus, incluindo quatro aparentados com o novo SARS-CoV-2 e três genomas aparentados com SARS-CoV", diz o artigo.

    Um destes vírus, RpYN06, tem a estrutura de genoma mais semelhante com o SARS-CoV-2, ele é idêntico a ele em 94,5%. Mais três vírus aparentados são quase completamente idênticos com vírus que anteriormente foram detectados em pangolins da região autônoma chinesa de Guangxi.

    "Nosso estudo ressalta a marcante diversidade de vírus em morcegos em escala local e também o fato de que vírus aparentados com SARS-CoV-2 e SARS-CoV habitam em animais silvestres em um vasto território de uma região geográfica do Sudeste Asiático e China meridional. Estes dados vão ajudar os esforços destinados à procura da origem do SARS-CoV-2 e outros vírus patogênicos", concluíram os cientistas.

    Além disso, os especialistas notaram que raízes evolutivas do SARS-CoV-2 ainda não foram reveladas, apesar de ter sido encontrada uma série de coronavírus aparentados. A maioria dos patógenos virais humanos se originaram primeiramente na natureza silvestre e por vezes são transmitidos dos animais.

    Os morcegos são considerados portadores de uma série de vírus que provocam doenças em seres humanos, transmitindo assim o ebola, vírus de Marburg e coronavírus.
    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)

    Mais:

    Nova espécie de morcego laranja e preto é descoberta na África Ocidental (FOTO)
    Cientistas localizam região de origem dos coronavírus encontrando anticorpos em morcegos e pangolins
    'Fiquei muito chocada': mulher flagra cobra devorando morcego na Austrália (FOTO, VÍDEOS)
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, morcego, amostras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar