10:42 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    A estatueta representaria fertilidade e especialistas contam que devido à alta mortalidade infantil da época, amuletos como esse forneciam esperança na ausência de medicina avançada.

    Zvi Ben-David de 11 anos encontrou uma estatueta de cerca de 2.500 anos atrás durante uma caminhada em família no sul de Israel, anunciou nesta terça-feira (9) a Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA, na sigla em inglês), segundo o The Jerusalem Post.

    A estatueta, que representa uma mulher de seios nus usando um lenço, é um amuleto que se acreditava proteger as crianças ou aumentar a fertilidade em tempos passados.

    Estatueta encontrada em Israel. De acordo com arqueólogos, a escultura provavelmente serviu como um amuleto para fertilidade e proteção para bebês
    Estatueta encontrada em Israel. De acordo com arqueólogos, a escultura provavelmente serviu como um amuleto para fertilidade e proteção para bebês

    Os pesquisadores observaram que havia pouco conhecimento médico na época e altas taxas de mortalidade infantil, bem como nenhum tratamento de fertilidade, e que na ausência de medicina avançada, os amuletos forneciam esperança e uma forma importante de pedir ajuda.

    "As estatuetas de cerâmica de mulheres com seios nus são conhecidas de vários períodos em Israel, incluindo a era do Primeiro Templo. Elas eram comuns em casa e na vida cotidiana [...] e aparentemente serviam como amuletos para garantir proteção, boa sorte, prosperidade e fertilidade", disse Oren Shmueli, arqueólogo da IAA citado pela mídia.

    Os deuses da fertilidade eram muito comuns nas culturas antigas. A própria Bíblia oferece muitos testemunhos da influência que as populações vizinhas tiveram sobre os israelitas.

    Zvi Ben-David, da cidade de Beersheba, no sul de Israel, estava em uma viagem em família a Nahal Habesor algumas semanas atrás quando encontrou a estatueta. Sua mãe, uma guia turística profissional, percebeu o significado da descoberta e contactou a IAA.

    O menino Zvi Ben-David segura contente e orgulhoso a pequena escultura e um certificado da IAA por ter a encontrado
    O menino Zvi Ben-David segura contente e orgulhoso a pequena escultura e um certificado da IAA por ter a encontrado
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar