21:46 18 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)
    6450
    Nos siga no

    Com 45 aprovações regulatórias, a vacina russa Sputnik V atingiu a segunda maior aprovação de países, nos quais vive 1,2 bilhão de pessoas, ultrapassando a da Pfizer.

    A vacina russa Sputnik V atingiu 45 aprovações regulatórias no mundo, o segundo maior número entre as vacinas contra a COVID-19, apenas atrás do imunizante da AstraZeneca, relatou a conta oficial da Sputnik V no Twitter.

    Sputnik V é agora a segunda vacina mais popular contra a COVID-19 do mundo em termos de aprovações regulatórias. Obrigado por este voto de confiança!

    Assim, a Sputnik V ultrapassou a da Pfizer, que foi registrada até agora em 43 países.

    As outras vacinas estão bastante mais atrás, como a da Moderna, com 19 aprovações, a da Sinopharm, com 18, a da Sinovac, com 16, e as da CanSino e Johnson & Johnson, com quatro países cada.

    A Sputnik V foi a primeira vacina contra COVID-19 a ser registrada no mundo, em agosto de 2020, e foi desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya em parceria com o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo). Os países que aprovaram o uso da vacina representam um universo de 1,2 bilhão de pessoas.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)

    Mais:

    Iraque aprova Sputnik V e fecha compra de 1 milhão de doses da vacina, diz mídia
    Governo brasileiro prevê a chegada de 400 mil doses da Sputnik V já em março
    Argentina quer abastecer a América Latina com produção local da Sputnik V
    Mídia alemã escreve que vacina russa Sputnik V pode se tornar 'hit de exportação'
    Mídia suíça chama vacina russa Sputnik V de sucesso de exportação
    Irã planeja produzir mais de 40 milhões de doses da vacina Sputnik V contra COVID-19
    Tags:
    Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI), Johnson & Johnson, Twitter, Sputnik V, Pfizer, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar