18:23 22 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)
    0 30
    Nos siga no

    A empresa Moderna anunciou que uma versão modificada de sua vacina, desenvolvida especificamente contra a variante sul-africana da COVID-19, estava pronta para ser testada em humanos em ensaios clínicos.

    "A Moderna enviou doses de sua vacina candidata específica contra a variante [...] identificada pela primeira vez na África do Sul para o NIH [American National Institutes of Health], para um estudo clínico", informou a empresa norte-americana de biotecnologia em um comunicado à imprensa nesta quarta-feira (24).

    Policiais e enfermeira com máscaras contra o coronavírus na África do Sul
    © AP Photo / Themba Hadebe
    Policiais e enfermeira com máscaras contra o coronavírus na África do Sul
    "Em nossa luta contra a COVID-19, devemos estar vigilantes e pró-ativos em relação às novas variantes do SARS-CoV-2 que estão surgindo. A Moderna está empenhada em fazer quantas alterações em nossa vacina forem necessárias, até que a pandemia esteja sob controle", declarou Stéphane Bancel, chefe da Moderna.

    A FDA, agência que regulamenta o uso de medicamentos nos Estados Unidos, informou na segunda-feira (22) que os fabricantes não terão que passar pelo longo processo de autorização novamente para vacinas já aprovadas se forem alteradas para combater o surgimento de novas variantes do coronavírus, o que deve encurtar muito o processo.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)

    Mais:

    Farmacêutico dos EUA danifica centenas de doses da Moderna por não confiar em vacinas
    Após suspender vacinação, África do Sul oferece vacinas de Oxford à União Africana
    Vacina contra a cepa 'mutante' da África do Sul pode levar meses
    Tags:
    vírus, mutação, COVID-19, indústria farmacêutica, vacina, saúde, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar