06:52 17 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    192
    Nos siga no

    Os especialistas do Centro Vektor confirmaram em laboratório o primeiro caso de infecção de uma pessoa pela estirpe H5N8 da gripe aviária de tipo A.

    Isso foi contado ao canal Rossiya 24 por Anna Popova, chefe do Rospotrebnadzor, o Serviço Federal de Defesa dos Direitos dos Consumidores e Bem-Estar Humano.

    Os cientistas extraíram material genético desta infecção de sete funcionários de um aviário no sul da Rússia, onde em dezembro de 2020 foram registrados vários surtos entre as aves. Todos os procedimentos de proteção de pessoas e animais foram realizados em curto prazo, o que permitiu parar a propagação da infecção.

    "Todas as pessoas, todas as sete pessoas [infectadas] das quais falo hoje, se sentem bem, o curso clínico foi muito leve nelas", adicionou Anna Popova ao Rossiya 24.

    De acordo com suas palavras, o vírus ainda não se transmite entre humanos, mas pode "aprender" isso após mutação.

    "Quero dizer que a detecção destas mudanças, quando o vírus ainda não obteve a capacidade de se transmitir de uma pessoa para outra, dá a todos nós, bem como a todo o mundo, tempo para nos prepararmos para possíveis mudanças e reagir desde já de maneira adequada e atempada: tanto desenvolver sistemas de testes, como preparar plataformas para vacinas, antes que este vírus se torne mais patogênico e mais perigoso para o ser humano e obtenha a habilidade de transmissão entre pessoas", disse a especialista.

    Neste caso, Popova ressaltou a importância da detecção do primeiro caso precoce pelos cientistas russos.

    Mais:

    Médico explica o que coronavírus e gripe espanhola têm em comum
    Primeira vacina no mundo contra todos os vírus da gripe é criada
    Mulher de 107 anos é curada da COVID-19 depois de vencer câncer e gripe espanhola de 1918
    Tags:
    Rússia, gripe aviária, infecção
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar