08:00 28 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    7703
    Nos siga no

    Os que ainda não foram infectados pelo novo coronavírus e que por enquanto não pensam em se vacinar não devem se apoiar no pensamento sobre imunidade coletiva, disse em entrevista à Sputnik o imunologista e alergologista Vladimir Bolibok.

    Segundo Bolibok, a imunidade coletiva está sendo formada gradualmente, pois está aumentando a quantidade de pessoas que já enfrentaram o SARS-CoV-2: ora tiveram a doença ora receberam a vacina. Mas os que evitaram a infecção ou, por alguma razão, não querem receber a vacina, não devem pensar que a imunidade coletiva vai protegê-los, uma vez que a imunidade coletiva não funciona separadamente.

    "Se uma pessoa não tem imunidade e entra em contato [com infecção], consequentemente, tem o risco de se contagiar. Dependendo do estado inicial, a pessoa pode ter uma forma da infecção pelo coronavírus leve ou bastante grave. A espera pela formação da imunidade coletiva tem valor [exclusivo] para o planejamento de medidas antiepidêmicas – guardar ou cancelar restrições", disse o imunologista.
    Imagem do SARS-CoV-2, isolado de um paciente nos EUA, tirada por microscópio eletrônico de transmissão em 27 de fevereiro de 2020
    © AFP 2021 / Institutos Nacionais de Saúde dos EUA / Handout
    Imagem do SARS-CoV-2, isolado de um paciente nos EUA, tirada por microscópio eletrônico de transmissão em 27 de fevereiro de 2020

    Adicionalmente, Bolibok notou que a taxa de incidência ainda é bastante alta e os canais de transmissão de infecção não desapareceram, então se alguém ainda não tiver sido infectado, deve continuar seguindo as medidas de segurança.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Variante britânica do coronavírus está dobrando nos EUA a cada 10 dias, diz estudo
    Variante mexicana do coronavírus pode ser 'a mais preocupante de todas', diz cientista
    Cientistas localizam região de origem dos coronavírus encontrando anticorpos em morcegos e pangolins
    Tags:
    saúde pública, imunidade, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar