22:38 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    0 10
    Nos siga no

    Pesquisa aponta que crianças que recebem o inoculante contra a gripe têm menos chances de desenvolver sintomas da doença causada pelo novo coronavírus, que já matou duas milhões pessoas em todo o mundo.

    Pesquisadores descobriram que crianças que recebem uma vacina contra a gripe sazonal têm menos probabilidade de sofrer os sintomas da COVID-19. A descoberta ocorre após a revisão de mais de 900 diagnósticos de COVID-19 em crianças em 2020. Os resultados foram publicados na revista científica Cureus.

    "É sabido que o crescimento de um vírus pode ser inibido por uma infecção viral anterior […]. Esse fenômeno é chamado de interferência de vírus e pode ocorrer mesmo quando o primeiro vírus invasor é um vírus inativado, como é o caso da vacina contra a gripe", explica Anjali Patwardhan, principal autor do estudo em comunicado.

    Os cientistas revisaram os registros de 905 crianças com COVID-19 entre fevereiro e agosto de 2020 para determinar o histórico de vacinação contra influenza de cada paciente. A pesquisa descobriu que as crianças que receberam a vacina contra a gripe tinham menor probabilidade de apresentar sintomas da COVID-19. O estudo também mostra que as crianças com COVID-19 que receberam a vacina pneumocócica também tinham menor chance de desenvolver sintomas da doença.

    "Compreender a relação e coexistência de outros vírus ao lado da COVID-19 e saber o estado de vacinação do paciente pediátrico pode ajudar a implantando as estratégias certas para obter os melhores resultados […]. Com base nessas descobertas, hipotetizamos que a maior incidência de COVID-19 em populações minoritárias também pode refletir sua baixa taxa de vacinação, além de outras desigualdades de saúde", comenta Patwardhan.

    A equipe de cientistas espera que esta nova pesquisa leve a uma investigação mais aprofundada das conexões entre vacinações aparentemente não relacionadas e sintomas da COVID-19 em amostras maiores da população em geral.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Pfizer pede registro de uso definitivo de vacina contra COVID-19 à Anvisa
    África do Sul decide interromper uso de vacina da AstraZeneca contra COVID-19
    COVID-19 tornou evidente dependência mundial em relação à China, analisa especialista
    Brasil ultrapassa marca de 232 mil mortos pela COVID-19; vacinados chegam a cerca de 3,8 milhões
    Tags:
    vacina, gripe, COVID-19, novo coronavírus, crianças
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar