20:07 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    120
    Nos siga no

    Cientistas descobriram semelhanças estruturais importantes entre o vírus SARS-CoV-2 e coronavírus de pangolins, o que pode revelar um risco de transmissão deste vírus do animal para o ser humano.

    Pesquisadores do Instituto Francis Crick, Reino Unido, compararam estruturas das proteínas S dos dois vírus e descobriram que o vírus do pangolim é capaz de se ligar aos receptores não apenas em mamíferos, mas também em humanos, segundo o estudo publicado na revista Nature Communications.

    A equipe de cientistas usou criomicroscopia eletrônica para descobrir em detalhes minuciosos a estrutura da proteína S do coronavírus de pangolins, que é responsável pela ligação e infecção das células. Descobriu-se que algumas partes da espícula do vírus são muito semelhantes às do SARS-CoV-2, outras áreas são diferentes.

    Os cientistas ainda não têm provas definitivas que o vírus SARS-CoV-2 teria sido transmitido para o humano via esses animais, comentou Donald Benton, coautor do estudo.

    "No entanto, mostramos que um vírus de pangolins poderia potencialmente passar para humanos, por isso apelamos à prudência em qualquer contato com essa espécie e à cessação do contrabando e venda ilegal de pangolins para proteção contra esse risco", explicou Benton.

    Esta pesquisa não confirma que o vírus de pangolins faz parte da cadeia evolutiva do SARS-CoV-2, mas mostra diversos cenários de como o vírus poderia se ter transmitido para o ser humano.

    Um dos cenários é que o SARS-CoV-2 provém de outro coronavírus de morcego, desconhecido atualmente, que poderia ter infetado pangolins e depois ter passado para os humanos.

    Além disso, há probabilidade de que o vírus de morcegos poderia se ter mesclado com coronavírus de outra espécie intermédia.

    A evolução do SARS-CoV-2 ainda tem muito por descobrir, mas quanto mais os cientistas souberem sobre ele, mais informação terão sobre seu funcionamento e desenvolvimento, de acordo com outro coautor da pesquisa, Steve Gamblin.

    Brasil já registrou 9.524.640 casos, 231.534 mortes e 8.468.459 pacientes recuperados da COVID-19. No mundo há 106.227.670 casos confirmados, 2.318.696 óbitos e 59.250.298 recuperados do coronavírus.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Criada substância que permite reduzir 10 vezes dose das vacinas contra COVID-19
    Nomeado fator que aumenta risco de morte por COVID-19 em 9 vezes
    Cientistas explicam capacidade de novas cepas da COVID-19 de resistir aos anticorpos
    Pesquisadores israelenses criam remédio promissor contra a COVID-19
    Tags:
    humano, animal, pandemia, novo coronavírus, vírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar