02:27 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    0 40
    Nos siga no

    O diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu às farmacêuticas nesta sexta-feira (5) para compartilhar sua infraestrutura de fabricação, para ajudar a aumentar a produção de vacinas contra a COVID-19.

    "Também precisamos de um aumento maciço na fabricação. Aplaudimos os fabricantes que se comprometeram, por exemplo, a vender suas vacinas a preço de custo. Mas os fabricantes podem fazer mais", disse Tedros em uma coletiva de imprensa on-line em Genebra.

    Tedros disse que quase 130 países, com uma população combinada de 2,5 bilhões de pessoas, ainda não administraram uma única dose da vacina e repetiu seu apelo para que as nações ricas compartilhem as doses com os países mais pobres, uma vez que tenham vacinado trabalhadores e idosos, segundo noticiou a Reuters.

    Seringas disponíveis para vacinação com imunizante da Pfizer/BioNTech, em hospital comunitário em Berlim, Alemanha, 14 de janeiro de 2021
    © REUTERS / Fabrizio Bensch
    Seringas disponíveis para vacinação com imunizante da Pfizer/BioNTech, em hospital comunitário em Berlim, Alemanha, 14 de janeiro de 2021
    "Mas também precisamos de um aumento massivo na produção. Na semana passada, a Sanofi anunciou que disponibilizaria sua infraestrutura de fabricação para apoiar a produção da vacina Pfizer/BioNTech. Convocamos outras empresas a seguir este exemplo", disse o diretor-geral da OMS.

    A farmacêutica francesa Sanofi informou que vai encher e embalar milhões de doses da vacina da Pfizer a partir de julho, com o objetivo de ajudar a fornecer mais de 100 milhões de doses este ano a partir de sua fábrica na Alemanha, a fim de atender à enorme demanda mundial pelo imunizante.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Diretor geral da OMS diz que nacionalismo da vacina contra COVID-19 é prejudicial para todos
    Especialista russo da OMS vê pouca possibilidade de SARS-CoV-2 ter saído de laboratório em Wuhan
    'COVID-19 de laboratório' é teoria pouco provável, diz líder da investigação da OMS na China
    Tags:
    indústria farmacêutica, vacina, novo coronavírus, COVID-19, pandemia, OMS
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar