08:36 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    Uma nova espécie de camaleão extremamente pequena, que cabe na ponta de um dedo, foi descoberta nas florestas tropicais do norte de Madagascar, na África Oriental.

    Uma equipe internacional de pesquisa liderada por cientistas da Coleção Estatal de Zoologia da Baviera, em Munique (Alemanha), descreveu um macho e uma fêmea desta espécie, denominada "Brookesia nana", em um estudo publicado na revista Scientific Reports.

    Os cientistas ficaram surpreendidos com as dimensões do macho, que mede apenas 13,5 milímetros do focinho até a cloaca, o que o torna no menor réptil de seu gênero. O espécime era inclusive menor que a fêmea, que tinha 19,2 milímetros.

    "Levando em consideração que a estrutura corporal geral dos répteis é muito parecida à dos mamíferos e dos humanos, é fascinante ver como estes organismos e seus órgãos podem ser miniaturizados", afirmou Frank Glaw, autor principal do estudo, à Live Science.

    No entanto, esta não foi a única surpresa: os pesquisadores descobriram que nem todos os órgãos do macho estavam miniaturizados. De acordo com os cientistas, os hemipênis, dois órgãos genitais tubulares que permanecem dentro do corpo até o momento de acasalar, cresciam 2,5 milímetros, aproximadamente 18,5% do comprimento total de seu corpo.

    Nova espécie de camaleão, Brookesia nana. (A–C) holótipo macho (ZSM 1660/2012). (D, E) parátipo fêmea
    © CC BY 4.0 / Frank Glaw / Jörn Köhler/ Oliver Hawlitschek/Fanomezana M. Ratsoavina/Andolalao Rakotoarison/Mark D. Scherz/Miguel Vences / Nova espécie de camaleão, Brookesia nana. (A–C) holótipo macho (ZSM 1660/2012). (D, E) parátipo fêmea
    Nova espécie de camaleão, Brookesia nana

    "Isto revelou um padrão interessante: as espécies menores geralmente possuem órgãos genitais proporcionalmente maiores", escreveu Mark Scherz, coautor do estudo.

    Ele também detalhou que este fato poderia estar relacionado com a diferença de tamanho entre machos e fêmeas desta espécie minúscula de répteis.

    Além disso, os cientistas alertaram que, como as florestas tropicais de Madagascar enfrentam uma séria ameaça devido à invasão das atividades humanas, como o desmatamento e a agricultura, é provável que estes pequenos camaleões também estejam em risco.

    Mais:

    Nova espécie de baleia é encontrada na costa do México, afirmam cientistas (FOTO)
    Nova espécie incrível de cobra 'miniaturizada' é descoberta nas Filipinas (FOTOS)
    Canibalismo em família: espécie extinta de tubarão comia irmãos no útero da mãe e nascia gigante
    Tags:
    Madagascar, descoberta, estudos, estudo, réptil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar