13:52 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    110
    Nos siga no

    Pesquisadores dos EUA e da China descobriram a discrepância entre os resultados da modelação climática e dados geológicos de interpretação das tendências climáticas nos últimos 12 mil anos, revelando que durante o Holoceno a temperatura oceânica subiu regularmente.

    Há muito tempo os cientistas notaram que os resultados da modelação climática do Holoceno, a era geológica que começou há 12 mil anos, contradizem as reconstruções térmicas, baseadas em dados geológicos indiretos, como a medição de relações de isótopos de conchas fossilizadas dos foraminíferos e análise da presença de alcenos em sedimento pelágico, usados como biomarcadores por cientistas.

    Os pesquisadores usaram um método desenvolvido de avaliação de erros de medição sazonais para calcular as temperaturas médias anuais da superfície do mar, segundo estudo publicado na revista Nature.

    Os resultados mostraram que nos últimos 12 mil anos a temperatura subiu constantemente, primeiramente devido ao desaparecimento ativo de mantos de gelo de 12 mil a 6,5 mil anos atrás, e ultimamente devido ao aumento da emissão de gases de efeito estufa.

    As temperaturas médias anuais contemporâneas são as mais altas dos últimos 12 mil anos e estão se aproximando das temperaturas do último período interglacial, sugerem os cientistas.

    Apenas durante último período interglacial, que correspondeu a um período de 128 mil a 12 mil anos atrás, as temperaturas foram estáveis devido às concentrações quase inalteradas de gases de efeito estufa, nível do mar e tamanho dos mantos de gelo.

    Hoje em dia, as temperaturas médias anuais e nível do mar continuam crescendo, o que difere a situação climática contemporânea da do último período interglacial.

    O pico térmico do Holoceno, que ocorreu durante o Holoceno precoce de dez mil a seis mil anos atrás, está ligado ao pico de insolação atmosférica do verão no Hemisfério Norte. Os cientistas não descobriram provas da existência das temperaturas médias anuais máximas no Holoceno precoce.

    Os pesquisadores destacaram que a identificação de tendências de longo prazo de alterações climáticas é fundamental para entender o contexto do aquecimento global contemporâneo e previsão de suas consequências.

    Mais:

    Forno antigo e pedra para moer descobertos durante escavações no Reino Unido (FOTOS)
    Dinossauro com cabeça incomum descoberto há quase 1 século tem seu mistério revelado (FOTOS)
    Descoberto sistema planetário dono de características únicas (FOTO)
    Árvore petrificada há 20 milhões de anos é descoberta intacta na Grécia (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    nível dos oceanos, mar, glaciar, temperatura, clima, mudanças climáticas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar