22:25 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Produção de imagens em 3D dos ossos revelou que os bebês tiranossauros tinham cerca de 90 centímetros de comprimento quando eclodiram do ovo.

    Paleontólogos da Universidade de Edimburgo, Reino Unido, analisaram no passado restos fossilizados de embriões de tiranossauros encontradas no Canadá e nos EUA. As descobertas sugerem que os ovos de tiranossauro, que ainda não foram encontrados, tinham cerca de 43 centímetros.

    Os cientistas afirmam que o achado, um minúsculo osso da mandíbula e garras, vai ajudar nos esforços para reconhecer esses ovos no futuro e obter mais informações sobre os hábitos de nidificação dos tiranossauros. Os resultados foram publicados na revista científica Canadian Journal of Earth Sciences nesta segunda-feira (25).

    ​Usando raios X de alta potência, fomos capazes de reconstruir virtualmente os ossos e revelar como eram bebês tiranossauros

    A produção de imagens em 3D dos fragmentos delicados revelou que os ossos pertenciam a bebês tiranossauros, primos do T. rex, que, com base no tamanho dos fósseis, tinham cerca de 90 centímetros de comprimento quando eclodiram.

    "Esses ossos são a primeira janela para os primeiros anos de vida dos tiranossauros e nos ensinam sobre o tamanho e a aparência dos bebês tiranossauros. Agora sabemos que eles […] seriam os maiores filhotes a emergir de ovos e se pareceriam muito com seus pais, ambos bons sinais para encontrar mais material no futuro", afirma em comunicado Gregory Funston, autor principal do estudo.

    A análise também revelou que o osso da mandíbula de três centímetros de comprimento possui características distintas de tiranossauro, incluindo um queixo pronunciado, indicando que essas características físicas estavam presentes antes dos ovos eclodirem.

    ​E definitivamente continuaremos nosso trabalho de campo em ambas as localidades [Canadá e EUA] e esperamos que nossos esforços encontrem mais ossos de tiranossauros bebês!

    Até este achado pouco se sabia sobre os primeiros estágios de desenvolvimento dos tiranossauros, que viveram há mais de 70 milhões de anos, apesar de serem uma das famílias de dinossauros mais estudadas. A maioria dos fósseis de tiranossauros estudados anteriormente são de animais adultos.

    Mais:

    Fóssil quase completo de tubarão que viveu há 150 milhões de anos é descoberto na Alemanha (FOTOS)
    Fóssil de psitacossauro mostra como dinossauros faziam necessidades e copulavam (FOTO)
    Fóssil de 480 milhões de anos ajuda a resolver um dos grandes mistérios da biologia (FOTO)
    Fóssil de 'percevejo assassino' de 50 milhões de anos tem genitália muito bem preservada (FOTO)
    Tags:
    paleontologia, fósseis, dinossauro, tiranossauro rex
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar