16:25 17 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    171
    Nos siga no

    Astrônomos dos EUA detectaram um planeta semelhante a Júpiter, mas sem nuvens nem neblina em atmosfera, é o segundo corpo celeste deste tipo observado pelos cientistas.

    O corpo celeste WASP-62b se encontra a 575 anos-luz de distância de nosso planeta e tem aproximadamente a metade da massa de Júpiter.

    No entanto, ao contrário do maior planeta do Sistema Solar, que leva quase 12 anos a dar uma volta completa em torno de Sol, o planeta recém-descoberto faz esta viagem à volta de sua estrela em apenas quatro dias e meio.

    Exoplanetas sem nuvens são extremamente raros, os astrônomos estimam que somente 7% dos exoplanetas têm atmosferas límpidas. Além do planeta recém-descoberto existe apenas outro semelhante ao WASP-62b que foi descoberto em 2018.

    Ilustração artística do exoplaneta WASP-62b localizado a 575 anos-luz da Terra
    © Foto / M. Weiss/Center for Astrophysics / Harvard & Smithsonian
    Ilustração artística do exoplaneta WASP-62b localizado a 575 anos-luz da Terra

    Devido a sua localização tão próxima de sua estrela, o planeta é extremamente quente, por isso pertence a classe de Júpiteres quentes.

    "Sua raridade sugere que algo diferente ocorre neles ou que eles se formaram de uma forma diferente da maioria dos planetas", disse astrônoma Munazza Alam do Centro de Astrofísica Harvard–Smithsonian.

    "Atmosferas límpidas também facilitam o estudo da composição química dos planetas, o que pode ajudar a identificar de que o planeta é composto", explicou, escreve portal Sci-News.

    Astrônomos acreditam que estudar planetas extrassolares com atmosferas desprovidas de nuvens pode ajudar a entender melhor como eles se formaram.

    Mais:

    Astrônomos encontram superterra quase tão antiga quanto o Universo
    Ventos e correntes de jatos são encontrados na anã marrom mais próxima da Terra (FOTO, VÍDEO)
    Amostra de água mais antiga da Terra já analisada pode trazer respostas sobre vida em Marte
    Tags:
    Espaço, atmosfera, Júpiter, exoplanetas, Sistema Solar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar