14:45 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    Descoberta em 2015, a estrela de Boyajian é uma anã amarelada que está localizada a 1.470 anos-luz de distância e que tem cerca de 1,36 vez a massa e 1,5 vez o tamanho do Sol.

    Os cientistas encontraram uma nova pista que pode ajudar a resolver o mistério de uma estrela que escurece periodicamente de uma forma estranha e que pesquisadores acreditavam ser cercada por uma megaestrutura alienígena. O estudo será publicado na revista científica The Astrophysical Journal.

    Descoberta pela astrônoma Tabetha Boyajian em 2015, a estrela KIC 8462852 deixou os especialistas perplexos. É uma anã amarelada, a 1.470 anos-luz de distância, que continua escurecendo de maneira irregular, e ninguém sabia ao certo a razão.

    ​Dia de artigo! A estrela de Boyajian (ou estrela de Tabby, ou KIC 8462852) tem uma companheira estelar binária! Em meu artigo com Adam Kraus, Trent Dupuy, Andrew Mann e Daniel Huber, mostramos que a estrela próxima (B) é um sistema binário com a estrela de Boyajian (A)

    A equipe de cientistas descobriu que a KIC 8462852, também conhecida como estrela de Boyajian, parece ter um companheiro binário que pode estar contribuindo para suas quedas irregulares de brilho. As duas estrelas estão a 880 unidades astronômicas uma da outra. Uma unidade astronômica corresponde à distância entre a Terra e o Sol.

    A estrela de Boyajian é a maior estrela, cerca de 1,36 vez a massa e 1,5 vez o tamanho do Sol. Sua companheira, KIC 8462852 B, é uma estrela anã vermelha de cerca de 0,44 vez a massa e 0,45 vez o tamanho do Sol.

    Em uma órbita tão ampla, é improvável que KIC 8462852 B tenha qualquer efeito direto no brilho na estrela de Boyajian. Mas ainda pode desempenhar um papel nas misteriosas flutuações da estrela maior, acreditam os pesquisadores.

    "O companheiro binário pode influenciar a evolução de longo prazo do sistema", escrevem os autores no artigo, que está disponível no portal de pré-impressão arXiv.

    A recente descoberta precisa de futuras medições para entender melhor a relação das estrelas. Isso pode ajudar a confirmar ou descartar o papel do KIC 8462852 B no brilho errático da estrela de Boyajian. De qualquer forma, os cientistas excluem a possibilidade de a razão do brilho intermitente ser uma megaestrutura alienígena como foi proposto em 2016.

    Mais:

    Estrela de nêutrons mais jovem do Universo é também o magnetar com rotação mais rápida (FOTO)
    Astrônomos detectam quasar mais distante do Universo
    Astrônomos encontram superterra quase tão antiga quanto o Universo
    Universo é muito mais escuro porque tem bem menos galáxias do que se imaginava, diz estudo
    Tags:
    órbita, gravidade, Universo, estrela anã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar