12:47 26 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 90
    Nos siga no

    Uma equipe de paleontólogos descobriu na Alemanha um incrível fóssil de tubarão de aproximadamente 2,5 m de comprimento que viveu em uma lagoa da área há cerca de 150 milhões de anos.

    Especialistas da Universidade de Viena, Áustria, encontraram um esqueleto excepcionalmente bem preservado de uma espécie extinta de tubarão, a Asteracanthus, em uma região calcária da Baviera, Alemanha. O animal viveu em uma lagoa durante o Jurássico Superior, escreve portal Cnet.

    É muito mais complicado encontrar fósseis preservados de tubarões do que de dinossauros, uma vez que a sua cartilagem é frágil e se quebra facilmente, o que torna o achado uma descoberta espetacular.

    1 / 2
    © CC BY 4.0 / Sebastian Stumpf /Faviel A. López‐Romero /René Kindlimann /Frederic Lacombat/ Burkhard Pohl/ Jürgen Kriwet / Asteracanthus image (cropped image)
    Espécie extinta de tubarão Asteracanthus
    Os cientistas identificaram mais de 150 dentes no esqueleto e, segundo o líder da equipe de pesquisa, o paleontólogo Sebastian Stumpf da Universidade de Viena, "o Asteracanthus era certamente não só um dos maiores peixes cartilaginosos de seu tempo, mas também um dos mais impressionantes".

    O esqueleto quase completo mostra que o Asteracanthus tinha cerca de 2,5 metros de comprimento, o que o torna "um gigante entre os tubarões do Jurássico".

    Mais:

    Estudo de dentes de megalodonte revela segredos do tubarão de 18 metros
    Enigmáticos tubarões-fantasma podem desaparecer antes de serem estudados?
    Identificado réptil que viveu há 150 mi de anos e parecia junção entre golfinho e tubarão (FOTOS)
    Tags:
    descoberta, Alemanha, fósseis, tubarão, esqueleto, fóssil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar