05:31 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)
    170
    Nos siga no

    É necessário mudar a composição da vacina somente depois de mutações realmente significativas, informou o vice-diretor do Instituto Central de Epidemiologia da Rússia, Aleksandr Gorelov.

    "O mais importante é que a vacina foi criada, e foi criada uma plataforma com base na qual é possível mudar os componentes da vacina se uma ou outra mutação tiver uma importância particular", ressaltou Gorelov em entrevista ao canal Rossiya 24.

    O especialista ressaltou que a "mudança da composição [da vacina] é necessária quando uma mutação for significante. Não após cada mutação, mas quando esta [mutação] realmente preencher um nicho na população em certa região", continuou.

    Segundo o epidemiologista russo, o principal momento ao qual se deve prestar atenção é que a mutação não muda significativamente o genoma do vírus.

    "No máximo, 1,5% do genoma do vírus é envolvido na mutação", notou Gorelov.

    A nova cepa britânica do coronavírus B117 foi detectada pela primeira vez no Reino Unido em setembro. O anúncio estimulou muitos países a suspender as viagens aéreas de e para o Reino Unido. Pouco tempo depois, alguns países começaram a detectar a nova cepa em seus territórios. Epidemiologistas na África do Sul identificaram outra estirpe do SARS-CoV-2 em meados de dezembro de 2020, conhecida como 501.V2.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)

    Mais:

    Dois dos 4 casos suspeitos de nova cepa do coronavírus em São Paulo estão descartados
    Nova York detecta 1º caso da nova cepa do coronavírus
    Coronavírus: China suspende importação de carne suína de unidade da Aurora em Santa Catarina
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, vacina, vacinação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar