03:24 23 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1100
    Nos siga no

    Arqueólogos lançaram teorias sobre a origem de dois esqueletos descobertos se abraçando em cidade israelense durante contínuas escavações desde 1987.

    Há mais de três mil anos, um casal foi enterrado em posição de conchinha no local bíblico de Betsaida, em Israel, com o braço do homem sobre o corpo da mulher. Os arqueólogos que encontraram os restos os chamaram de "Romeu e Julieta", escreve o Live Science.

    Os pesquisadores consideram que os indivíduos morreram ao mesmo tempo, no entanto, eles não têm certeza sobre a causa da morte, disse o diretor do projeto Betsaida e professor dos Estudos Religiosos da Universidade Omaha de Nebraska (EUA), Rami Arav.

    "É muito, muito raro encontrar um casal semelhante a este", disse o professor em conferência arqueológica virtual, citada pelo Live Science.

    Após a examinação dos esqueletos, Arav disse que o rapaz morreu no fim de sua adolescência, enquanto a moça foi mais jovem do que ele. "Aparentemente, eles morreram ao mesmo tempo, ou pelo menos [foram] enterrados ao mesmo tempo antes de seus corpos se decomporem", contou o especialista adicionando que ainda não há nenhuma evidência sobre o que matou o casal.

    Apesar da posição íntima dos esqueletos, os arqueólogos não podem assegurar que os mesmos foram namorados. O professor também ponderou que quem enterrou o casal, colocou os corpos na posição de carinho.

    Os arqueólogos querem extrair o DNA dos esqueletos para conhecer as origens do casal e continuarem seus estudo sobre os antigos "Romeu e Julieta".

    Mais:

    Arqueólogos encontram restos de 20 esqueletos de prisioneiros de campo nazista (FOTOS)
    Esqueleto de dinossauro de 69 milhões de anos é descoberto no Canadá (FOTO)
    Descobrem no Peru esqueleto de 600 anos de mulher que viveu no Império Inca (VÍDEO)
    Tags:
    arqueologia, crânio, esqueleto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar