10:19 25 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 100
    Nos siga no

    Uma relíquia da Grande Pirâmide de Gizé, também conhecida como Pirâmide de Quéops, no Egito, que estava desaparecida há mais de um século foi milagrosamente recuperada, quase por acaso.

    Um artefato perdido da Grande Pirâmide de Gizé foi encontrado em uma descoberta casual na Universidade de Aberdeen, Escócia, Reino Unido, relata nesta quarta-feira (16) o jornal The Guardian.

    ​Um artefato perdido da Grande Pirâmide de Gizé, um dos apenas três objetos recuperados de dentro desta maravilha do mundo antigo, foi encontrado em uma descoberta casual na Universidade de Aberdeen. Uma assistente de curadoria encontrou uma caixa de charutos com a antiga bandeira de seu país.

    O artefato é um fragmento de madeira supostamente de 5.000 anos que agora está em vários pedaços. A relíquia foi encontrada pela assistente de curadoria Abeer Eladany, que estava revisando itens da coleção Ásia da Universidade quando se deparou com uma caixa de charutos marcada com a antiga bandeira do Egito. Dentro, Eladany encontrou lascas de madeira que identificou como um fragmento da Grande Pirâmide de Gizé, que está desaparecido há mais de um século.

    "As coleções da Universidade são vastas, chegando a centenas de milhares de itens, então procurá-las foi como encontrar uma agulha em um palheiro. Não pude acreditar quando percebi o que havia dentro desta lata de charuto de aparência inócua", confessa à mídia a especialista.

    Pistas de um mistério

    O fragmento faz parte de um trio de itens descobertos pelo engenheiro Waynman Dixon na Câmara das Rainhas da pirâmide em 1872. Dois objetos, uma bola e um gancho, estão alojadas no Museu Britânico, em Londres, Reino Unido.

    O terceiro item, um pedaço de cedro, foi considerado por especialistas como tendo sido usado durante a construção da pirâmide, possivelmente como uma régua de medição. Se for esse o caso, pode conter pistas para os mistérios por trás da construção da pirâmide.

    Aqui está a história completa de Abeer Eladany e os fragmentos de madeira da Grande Pirâmide em Aberdeen. Completo com um ótimo vídeo com Abeer e fotos da caixa de charutos.​

    O fragmento de cedro teria pertencido originalmente a um pedaço maior de madeira, observado em uma exploração de 1993 no interior da pirâmide por uma câmera robótica.

    "Sou arqueóloga e trabalhei em escavações no Egito, mas nunca imaginei que seria aqui no nordeste da Escócia que encontraria algo tão importante para o patrimônio de meu próprio país. Pode ser apenas um pequeno fragmento de madeira, que agora está em vários pedaços, mas é extremamente significativo, visto que é um dos três únicos itens a serem recuperados de dentro da Grande Pirâmide", comemora Eladany.

    Revelação na datação de carbono

    A datação por carbono mostrou que a madeira pode ser do período entre 3.341 a.C. e 3.094 a.C. Se correto, são 500 anos antes dos registros históricos que datam a Grande Pirâmide do reinado do faraó Quéops, 2.580 a.C. a 2.560 a.C.

    Esfinge e Pirâmide de Quéops
    © CC0
    Esfinge e Pirâmide de Quéops
    "A datação por carbono também foi uma revelação e tanto. É ainda mais antigo do que imaginávamos. Isso pode ser porque a data está relacionada à idade da madeira, talvez do centro de uma árvore de vida longa. Alternativamente, pode ser por causa da raridade das árvores no antigo Egito, o que significaria que a madeira era escassa, valorizada e reciclada ou cuidada por muitos anos", afirma Neil Curtis, chefe de museus e coleções especiais da Universidade de Aberdeen.

    Curtis acrescentou que os estudiosos agora poderão estudar o artefato para determinar seu uso e se foi deliberadamente depositado na Grande Pirâmide de Gizé.

    Mais:

    Arqueólogos desenterram no Egito tesouro de moedas de ouro do século X (FOTOS)
    Cem sarcófagos selados e 40 estátuas de 2.500 anos são descobertos no Egito (FOTOS, VÍDEO)
    Inscrição antiga indica que Mesopotâmia e Egito não foram os primeiros a inventar a escrita (FOTO)
    Egito valoriza passo importante para normalização de laços entre Marrocos e Israel
    Tags:
    Gizé, artefato, Egito, Grandes Pirâmides, Pirâmide
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar