07:23 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    180
    Nos siga no

    A sonda Tianwen-1, da China, já viajou cerca de 360 milhões de quilômetros, chegando a mais de 100 milhões de quilômetros de distância da Terra.

    Lançado em julho pelo Centro de Lançamento Espacial de Wenchang, na província de Hainan, no sul da China, a sonda Tianwen-1 segue seu caminho rumo a Marte, onde pousará para coletar informações sobre o planeta.

    A espaçonave voou em órbita por 144 dias, e permanece em boas condições, de acordo com um comunicado publicado pelo Global Times. No momento, Marte está "apenas" a cerca de 12 milhões de quilômetros da sonda.

    O peso total da sonda espacial Tianwen-1 é de cerca de cinco toneladas. Ela é composta por uma estação orbital de observação, de aproximadamente 3,7 toneladas, um módulo de pouso, de 1,3 tonelada, e por um robô que vai estudar o solo do Planeta Vermelho.

    Serão precisos sete meses para cobrir a distância da Terra a Marte, que varia entre 55 milhões e 400 milhões de quilômetros devido às suas diferentes órbitas.

    Estima-se que a Tianwen-1 chegue a Marte em fevereiro de 2021, após entrar em órbita altamente elíptica com um período completo de revolução de aproximadamente dez dias.

    Mais:

    Rover da NASA enviado a Marte terá missão de transformar dióxido de carbono em oxigênio
    Cientistas fazem descoberta impressionante sobre a vida em Marte
    Elon Musk: é 'bem provável' que os primeiros humanos aterrissem em Marte dentro de 6 anos
    Tags:
    NASA, China, sonda, Terra, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar