10:38 24 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos descobriu o primeiro mosaico britânico do século V em uma vila romana do condado de Gloucestershire, na região sudoeste do Reino Unido.

    Segundo o portal Express & Star, a datação por radiocarbono revelou que o mosaico da Vila Romana de Chedworth foi projetado e criado no meio do século V.

    Chedworth é uma das maiores vilas romanas conhecidas no país e uma das mais preservadas, com 35 quartos expostos e características marcantes, incluindo os mosaicos.

    "O século V é uma época que marca o início da 'Idade das Trevas', uma época da qual poucos documentos sobreviveram e as evidências arqueológicas são escassas", afirmou Martin Papworth, arqueólogo da National Trust.

    Apesar da crise que assolou a região pós o Reino Unido ser perdido por Roma, provocando uma queda na produção nas indústrias e no artesanato, a datação do mosaico em Chedworth pode ser uma evidência de um declínio gradual.

    1 / 4
    Escavação de mosaico do século V na face norte

    Carvão e ossos selados dentro de uma trincheira de fundação na parte norte da vila de Chedworth forneceu dados de radiocarbono que mostram que a parede não poderia ter sido construída até 424 d.C.

    As partes mais preservadas do mosaico estão nas margens da sala, já que as partes centrais sofreram um grande desgaste.

    Além do mosaico, os arqueólogos encontraram cerâmicas do século V – VI da África e da Palestina entre as ruínas do local, o que indica uma ocupação sub-romana de alto padrão para época.

    Mais:

    'Domínio de Horus Rei Escorpião': arqueólogos decifram a mais antiga designação de local (FOTOS)
    Raro equipamento nazista da 2ª Guerra Mundial é encontrado no mar Báltico (FOTOS)
    Quartel-general do Império Romano é descoberto na Sérvia por baixo de campo de milho (FOTOS)
    Tags:
    Império Romano, mosaicos, arqueólogos, arqueólogo, arqueologia, descoberta, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar