22:05 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos descobriu um documento escrito, que pode ser o mais antigo da região do mar Negro, durante escavações na cidade de Filyos, província de Zonguldak, Turquia.

    De acordo com a agência de notícias Anadolu, os pesquisadores acreditam que as descobertas no local possam indicar a presença dos povos frígios antes dos helenos no território.

    "Encontramos peças [entalhadas] no alfabeto rúnico. Isso é de grande importância para nós em termos de ser o documento escrito mais antigo encontrado nas costas do mar Negro da Turquia", afirmou o líder das escavações, Sahin Yildirim.

    "Anteriormente, encontramos estruturas residenciais datadas do último quarto do século VII a.C, que estavam ligadas à colonização helênica", explicou Yildirim, ressaltando que a descoberta muda as perspectivas históricas da região.

    Os pesquisadores acreditam que quando os helenos chegaram estabelecendo cidades na região do mar Negro, tribos de origem frígia estavam entre as tribos locais, segundo Yildirim.

    Desta forma, algumas cidades que antes se acreditava terem sido construídas pelos helenos, na verdade, foram construídas pelos frígios.

    Além das inscrições, o pesquisador também afirma ter encontrado um dos mais antigos templos dóricos do mar Negro, que emergiu na região.

    Mais:

    Túmulo de mulher da Era Viking impressiona arqueólogos (FOTOS)
    Sepultura com criança de 8.000 anos enterrada em cerimônia é encontrada por arqueólogos (FOTOS)
    Arqueólogos encontram esqueleto da Idade do Ferro perfeitamente preservado (FOTO)
    Tags:
    estudo, Turquia, Mar Negro, história, arqueólogos, arqueólogo, arqueologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar