11:36 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    120
    Nos siga no

    O composto descoberto se utiliza na Terra em distintos processos tecnológicos, inclusive como ingrediente de explosivos.

    Uma equipe de cientistas japoneses e norte-americanos extraiu pela primeira vez de meteoritos um composto orgânico prebiótico chamado hexametilenotetramina, também conhecido como hexamina ou metenamina.

    Não é o primeiro caso de presença de moléculas orgânicas em corpos provenientes do espaço. Há alguns anos, houve previsões de que esta molécula poderia ser a chave na formação de compostos orgânicos extraterrestres. Porém, a descoberta abre muitas questões para os pesquisadores, porque se trata de uma substância bioquímica usada em diversos processos tecnológicos.

    Este produto de síntese do amoníaco e formaldeído se utiliza como componente básico do explosivo RDX (ou ciclonita). Na medicina é usado como antibiótico, comercializado sob o nome de urotropina, e também é muito utilizado como aditivo alimentar (E239).

    Os pesquisadores consideram que sua presença no espaço foi assim confirmada pela primeira vez e puderam-no isolar em três meteoritos: o Murchison (Austrália, 1969), o Murray (EUA, de há cerca de 90 milhões de anos) e o Tagish Lake (Canadá, 2000).

    Meteorito Murchson em exposição no Museu Nacional de História Nacional de Washington, nos EUA
    Meteorito Murchson em exposição no Museu Nacional de História Nacional de Washington, nos EUA

    A baixa concentração do elemento em dois destes meteoritos (uma parte por bilhão) explica por que o composto não foi detectado em estudos anteriores, acreditam os autores da descoberta, que foi publicada em 7 de dezembro.

    O composto em questão poderia ser fruto da combinação de água, amoníaco e metanol expostos a certas temperaturas e condições fotoquímicas.

    A química da vida se baseia em compostos orgânicos: moléculas que contêm carbono e hidrogênio e podem incluir também oxigênio, nitrogênio, enxofre e outros elementos. Geralmente, todas as moléculas orgânicas estão associadas à vida, porém, podem aparecer em processos não propriamente biológicos (que se chamam probióticos), não sendo necessariamente indicadores de vida, segundo a ciência.

    Mais:

    Meteorito de Marte pode ter aberto 'janela do tempo' através do zircão (FOTOS)
    Queda de meteorito em chamas no Líbano é flagrada em VÍDEO
    China lança ao espaço satélite Gaofen-14 de sensoriamento remoto da Terra (VÍDEO)
    Tags:
    meteorito, extraterrestre, biologia, ciência, pesquisa, química
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar