22:23 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    COVID-19 no mundo no fim de novembro (67)
    2291
    Nos siga no

    Não são somente os anticorpos que permitem ao organismo se proteger do coronavírus, afirma especialista.

    Em entrevista ao portal MK, o especialista russo Sergei Ivanov comentou casos em que pessoas permaneceram saudáveis mesmo após contato com indivíduos infectados com o novo coronavírus.

    "Simplesmente, elas não são suscetíveis a este coronavírus", esclareceu Ivanov.

    O microbiologista acrescentou que especialistas do Instituto de Epidemiologia e Microbiologia Pasteur, localizado na cidade russa de São Petersburgo, chegaram a esta conclusão após terem analisado o comportamento do vírus.

    Em Frankfurt, pessoas usam máscaras enquanto caminham ao lado de uma placa pedindo que as pessoas cubram seus narizes e bocas em meio à pandemia da COVID-19, em 27 de outubro de 2020
    © REUTERS / Kai Pfaffenbach
    Em Frankfurt, pessoas usam máscaras enquanto caminham ao lado de uma placa pedindo que as pessoas cubram seus narizes e bocas em meio à pandemia da COVID-19, em 27 de outubro de 2020
    "Eles notaram que alguns médicos que trabalham em 'zonas de grande risco' não ficam infectados mesmo depois de muitos meses", revelou o entrevistado.

    A pandemia da COVID-19 está presente em todos os continentes do globo. Segundo a Universidade Johns Hopkins (EUA), já foram registrados mais de 61 milhões de casos e 1,4 milhão de falecimentos devido a complicações da infecção.

    Atualmente, os Estados Unidos, Índia e Brasil são os países mais afetados pelo número total de casos.

    Tema:
    COVID-19 no mundo no fim de novembro (67)

    Mais:

    Secretário-executivo da Saúde fala em 'pequeno aumento' de casos de COVID-19 no Brasil
    Los Angeles proíbe reuniões sociais a partir da próxima 2ª feira por causa da COVID-19
    México tem quase 105 mil mortos por COVID-19, o 4º país com mais vítimas fatais no mundo
    Tags:
    contágio, cientistas, vírus, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar