10:41 25 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    As proibições descobertas em um código de conduta japonês do século XVII incluíam saquê e sumô.

    Pesquisadores da Universidade de Kumamoto, em Chuo Ward, no Japão, encontraram um documento dos princípios do período Edo (1603-1867), o qual citava o código de conduta que os vassalos do clã Hosokawa estavam sujeitos.

    Estes vassalos eram encarregados da reconstrução do castelo Sunpu, localizado na atual prefeitura de Shizuoka, no centro do país.

    O documento, emitido pelo chefe do clã Hosokawa, Tadaoki Hosokawa, no dia 8 de janeiro de 1608, detalha um total de 13 estritas pautas de conduta aplicáveis aos seus vassalos durante a viagem de Kokura ao castelo de Sunpu, bem como durante os trabalhos de reconstrução.

    Código de conduta do clã Hosokawa
    © Foto / Universidade de Kumamoto / Professor Tsuguharu Inaba
    Código de conduta do clã Hosokawa

    Este código, segundo explica a universidade em um comunicado, proíbe estritamente os trabalhadores de se envolverem em discussões com membros do mesmo clã ou de outros clãs. Aqueles que participavam em atos desta natureza, assim como quem os apoiavam, eram castigados severamente, em geral sob pena de morte.

    Mapa do Japão no século XVII
    © Foto / Universidade de Kumamoto
    Mapa do Japão no século XVII

    Além disso, podemos encontrar outros tipos de proibições, como a prática do sumô, a convivência com membros de outro clã e o consumo de saquê. No entanto, os vassalos podiam beber até três pequenas doses de outras bebidas alcóolicas.

    "Esta descoberta nos proporciona uma grande quantidade de informação sobre as políticas relativas à mobilização dos senhores feudais por parte do Xogunato para construir castelos", apontou Tsuguharu Inaba, pesquisador que descobriu o documento e faz parte da equipe de pesquisadores.

    Este é o terceiro código de conduta conhecido relacionado ao processo de reconstrução do castelo Sunpu. O primeiro foi escrito por Mori Terumoto, senhor feudal do clã de Choshu. O segundo é uma cópia deste publicado por Maeda Toshinaga, senhor feudal do clã Kaga.

    O texto original foi divulgado pela biblioteca da universidade no dia 4 de novembro durante uma exposição virtual de materiais raros e valiosos do acervo.

    Mais:

    'Descoberta revolucionária' revela efeitos da COVID-19 em anticorpos
    Cem sarcófagos selados e 40 estátuas de 2.500 anos são descobertos no Egito (FOTOS, VÍDEO)
    Antigo objeto hindu é descoberto durante escavação na Índia (FOTO)
    Tags:
    estudo, código de conduta, história, arqueologia, descoberta, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar