00:26 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Trata-se da atualização que permite mandar mensagens através do aplicativo que desaparecem automaticamente em um prazo de sete dias.

    Uma das recentes atualizações do WhatsApp, que permite enviar mensagens temporárias que se apagam dentro de um período de tempo, contém diversas vulnerabilidades de segurança, advertem especialistas da revista Forbes.

    A função dá a possibilidade de mandar mensagens que desaparecem automaticamente em um prazo de sete dias. A novidade não afeta as mensagens enviadas ou recebidas previamente e pode ser ativada ou desativada separadamente para cada conversa, enquanto em uma conversa em grupo somente os administradores podem fazer isso.

    Porém, os especialistas salientam que é necessário ter em conta que se um usuário responde a uma mensagem que desaparece ou a reenvia a outro lugar, então esta mensagem provavelmente será citada e não vai ser eliminada.

    Aplicativo de mensagens WhatsApp em tela de celular
    © AP Photo / Patrick Sison
    Aplicativo de mensagens WhatsApp em tela de celular

    Além disso, se um usuário cria uma cópia de segurança antes que uma mensagem desapareça, esta vai ser incluída na cópia (ainda que a mensagem vá desaparecer se a cópia de segurança for restaurada). Entretanto, sempre é possível que os destinatários tirem capturas de tela das mensagens temporárias.

    Por outro lado, a própria companhia explica que, "de forma predeterminada, os arquivos multimídia que recebem no WhatsApp são carregados automaticamente em suas fotos". Assim, "se as mensagens temporárias estão ativadas, os arquivos multimídia enviados nessa conversa vão desaparecer, nas vão continuar guardados em seu telefone se o carregamento automático está ativado".

    Os especialistas esperam que o serviço desenvolva uma atualização que permita resolver esta vulnerabilidade e indicam que as mensagens temporárias somente devem ser usadas com pessoas de confiança.

    Entretanto, recomendam desativar a função de carregamento automático no WhatsApp através das configurações do aplicativo.

    Mais:

    Facebook prepara medidas emergenciais para conter desinformação durante eleições nos EUA, diz WSJ
    Após denúncia de censura, republicanos querem o depoimento de Facebook e Twitter no congresso
    Eleições 2020: TSE envia 1.020 denúncias sobre disparo em massa via WhatsApp em 1 mês
    Tags:
    WhatsApp, segurança, mensagem, Internet, telefone, tecnologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar