17:40 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    Os restos fósseis de um urso gigante com mais de dois metros de altura foram encontrados na província de Buenos Aires, na Argentina. O espécime viveu há 400 mil anos e pertence à espécie de urso gigante com a maior massa corporal já registrada no mundo.

    Um operador de uma retroescavadeira que trabalhava no local foi quem encontrou os fósseis, a cerca de oito metros de profundidade. De imediato, a equipe que trabalhava na região comunicou ao Centro de Registo do Patrimônio Arqueológico e Paleontológico da Direção Provincial do Patrimônio Cultural. Este, de imediato, contactou o Museu de La Plata de Buenos Aires para iniciar o resgate dos restos fósseis, conta a agência CTyS (Ciência, Tecnologia e Sociedade, traduzido do espanhol).   

    Os pesquisadores do museu resgataram os restos fósseis de um urso gigante que pertence à maior espécie conhecida deste animal. A descoberta ocorreu na cidade de Carmen de Areco, cerca de 15 quilômetros ao norte da cidade de Buenos Aires.

    Pesquisadores analisam fósseis de ursa gigante com mais de 400 mil anos
    © Foto / Cortesía da Agência CTyS
    Pesquisadores analisam fósseis de ursa gigante com mais de 400 mil anos
    Essa espécie, chamada Arctotherium angustidens, pertence à era Ensenada, uma divisão temporal dos mamíferos da América do Sul que se estende de 1,7 milhão de anos a 400 mil anos antes da atualidade. Foi durante este período que os ursos gigantes, com a maior massa corporal até agora registrada, desenvolveram-se.

    "É um indivíduo adulto e, devido ao seu tamanho, estimamos que possa ser uma fêmea", afirmou Leopoldo Soilbelzon, especialista no estudo de fósseis de ursos, e participante do resgate dos restos, à Agência de Ciência e Tecnologia e Sociedade da Universidade de La Matanza, Argentina.

    O investigador explicou que "em vida, poderia ter ultrapassado os dois metros de altura na posição vertical", e acrescentou que em "estudos recentes, pudemos estimar que o maior exemplar desta espécie poderia ter chegado até 4,5 metros de altura apoiado nas patas traseiras".

    Restos fósseis de ursa gigante encontrados em Buenos Aires, Argentina
    © Foto / Cortesía da Agência CTyS
    Restos fósseis de ursa gigante encontrados em Buenos Aires, Argentina
    "Embora apenas o crânio e as vértebras tenham sido encontrados, provavelmente havia outras partes de seu corpo no local, mas como foi desenterrado por uma escavadora, outros fragmentos podem ter sido perdidos", sublinhou Soibelzon.

    Atualmente, os fósseis encontrados encontram-se no Museu Histórico de Carmen de Areco, onde em breve serão expostos ao público, dando à comunidade a oportunidade conhecer parte da pré-história da região.

    Mais:

    Descoberta de antigo leito de lago embaixo do gelo da Groenlândia pode revelar segredos do passado?
    Parente dos cavalos e rinocerontes habitava Índia há mais de 50 milhões de anos, diz estudo
    Esqueleto de 5.000 anos encontrado na Alemanha fornece pistas sobre era pré-histórica (FOTO)
    Tags:
    arqueologia, urso, fóssil, Buenos Aires, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar