20:52 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Coronavírus e o mundo no início de novembro (39)
    0 10
    Nos siga no

    Novas evidências sugerem que pelo menos parte do olho pode de fato ser resistente ao SARS-CoV-2, mesmo quando é suscetível a outros tipos de vírus.

    Pesquisadores da Universidade de Washington, EUA, descobriram que a córnea, a cúpula transparente na frente do olho, que cobre a íris e a pupila, pode resistir à infecção pelo novo coronavírus. Os resultados foram publicados na revista científica Cell Reports na terça-feira (3).

    Todavia, os cientistas são cautelosos, enfatizando que os resultados são apenas preliminares. "Nossas descobertas não provam que todas as córneas são resistentes […] Mas cada córnea de doador que testamos era resistente ao novo coronavírus. Ainda é possível que um subconjunto de pessoas possa ter córneas que suportam o crescimento do vírus, mas nenhuma das córneas que estudamos suportou o crescimento de SARS-CoV-2", afirmou Jonathan J. Miner, principal autor do estudo, citado pelo portal Science Alert.

    Em experimentos com tecido da córnea de 25 doadores humanos e com córneas de camundongos, os pesquisadores expuseram o tecido ocular a três vírus separados: SARS-CoV-2, vírus da zika e vírus herpes simplex 1, que produz herpes labial.

    O vírus herpes simplex 1 pode infectar a córnea e espalhar-se para outras partes do corpo em pacientes com sistema imunológico comprometido, e o vírus da zika foi encontrado em lágrimas e em tecido da córnea, mas o SARS-CoV-2, que causa a COVID-19, não se replicou.

    "Sabe-se que a córnea […] tem receptores para o novo coronavírus, mas em nossos estudos, descobrimos que o vírus não se replica na córnea […] Nossos dados sugerem que o novo coronavírus não parece ser capaz de penetrar na córnea", comenta Rajendra S. Apte, coautor do trabalho.

    Miner, ainda assim, reforça que é muito cedo para descartar a importância da proteção ocular. Ou seja, profissionais de saúde ainda não deveriam descartar seus óculos de proteção e ninguém deve presumir que o novo coronavírus não pode entrar no corpo através dos olhos, apesar da aparente resistência da córnea.

    "É importante respeitar o que esse vírus é capaz e tomar as devidas precauções […] Podemos aprender que coberturas para os olhos não são necessárias para proteger contra infecções na comunidade em geral, mas nossos estudos são apenas o começo. Precisamos de estudos clínicos maiores para nos ajudar a entender melhor todas as rotas potenciais de transmissão da SARS-CoV-2, incluindo o olho", concluiu Miner.

    Tema:
    Coronavírus e o mundo no início de novembro (39)

    Mais:

    EpiVacCorona: Rússia inicia produção de sua 2ª vacina contra coronavírus
    Novo coronavírus imita proteínas imunológicas humanas para sobreviver mais tempo no hospedeiro
    Médico sugere que país pode se tornar o 1º a se livrar do coronavírus
    Novas mutações do coronavírus aumentam sua capacidade de adaptação, diz pesquisa
    Tags:
    Olhos humanos, olho, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar