17:47 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    O enorme tubarão de mais de quatro metros foi localizado nas Bahamas, podendo indicar um grande local de maternidade da espécie.

    A fêmea de tubarão, conhecida como Unama'ki, tem sido rastreada pela organização não lucrativa OCEARCH, que monitora centenas de animais marinhos – variando em tamanho de baleias a tartarugas – em todo o globo.

    A equipe da organização capturou e marcou Unama'ki, que pesa aproximadamente 900 quilos, pela primeira vez em setembro de 2019, na costa do Canadá. Desde então, o tubarão viajou mais de 20 mil quilômetros, nadando quase todo o comprimento da costa leste da América do Norte.

    Após uma longa viagem pelo oceano Atlântico, o animal marinho finalmente se direcionou às Bahamas, próximo de onde foi localizado nesta quinta-feira (29).

    Quando encontramos Unama'ki pela primeira vez, sabíamos que ela tinha o potencial de nos levar para o local onde ela poderia dar à luz. Ela está nas Bahamas fazendo uma jornada semelhante à que duas outras fêmeas maduras de tubarão-branco, Luna e Lydia, curiosamente também fizeram. Ela poderia estar grávida e se movendo para uma área mais calma?

    Outro tubarão-branco, conhecido como Mary Lee, foi anteriormente rastreado em uma longa jornada em direção ao oceano aberto antes de retornar para a costa de Long Island, nos EUA, onde uma maternidade de tubarões foi encontrada, disse ao portal Newsweek Chris Fischer, líder de expedição e presidente fundador da OCEARCH.

    Os pesquisadores da organização rastreiam os animais marinhos por meio de identificadores Posição Inteligente e Temperatura (SPOT, na sigla em inglês), que são montados na parte superior da primeira barbatana dorsal dos tubarões. Os especialistas recebem alertas quando os satélites identificam as barbatanas ultrapassando a superfície da água.

    Tubarão Branco nada nas águas de Gansbaai, na África do Sul (foto de arquivo)
    © AP Photo / Schalk van Zuydam
    Tubarão Branco nada nas águas de Gansbaai, na África do Sul (foto de arquivo)

    Ao coletar dados e também ao retirar amostras biológicas dos animais capturados, os especialistas da OCEARCH adquirem valiosas informações sobre estes grandes predadores marinhos.

    Mais:

    Tubarão bebê 'ciclope' e albino é encontrado na Indonésia (FOTOS)
    Tubarão-branco de quase 5 metros é visto com enorme ferimento em sua cauda (VÍDEO)
    Descubra que animal marinho apavora tubarões-brancos
    Tags:
    reprodução, vida selvagem, animais marinhos, Bahamas, ciência, tubarão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar