01:15 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    Este hipotético planeta gigante, supostamente localizado além da órbita de Plutão, teria um diâmetro entre duas a quatro vezes maior que o da Terra.

    Astrônomos norte-americanos identificaram 17 corpos celestes nos limites do Sistema Solar que poderiam reclamar o papel de hipotético Planeta Nove.

    No começo de 2016, os cientistas Mike Brown e Konstantin Batygin, do Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena (EUA), descobriram como o efeito gravitacional deste suposto planeta gelado poderia explicar as órbitas incomuns de um grupo de objetos transnetunianos no cinturão de Kuiper, sugerindo possíveis parâmetros para sua órbita.

    O também chamado Planeta X deveria ter uma órbita alongada com um período orbital de aproximadamente 15 mil anos terrestres, cerca de dez vezes a massa da Terra e quatro vezes seu diâmetro, o que o situaria no quinto lugar na lista de maiores planetas depois de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

    Nova pesquisa

    Até agora, a busca do Planeta Nove não teve êxito. Detectar rastros de um objeto espacial situado a uma distância tão grande (entre 12 e 23 vezes mais que a que separa Plutão do Sol) é extremamente difícil, motivo pelo qual os pesquisadores continuam concebendo novos métodos para o alcançar.

    Os astrônomos Malena Rice e Gregory Laughlin da Universidade de Yale (EUA) decidiram utilizar o método de "deslocamento e empilhamento", que consiste no processamento de observações espaciais. Esta técnica já foi utilizada no passado para localizar novos satélites naturais no Sistema Solar, porém, esta é a primeira vez que é implementada em grande escala para uma ampla zona do espaço.

    Representação artística do Sistema Solar
    Representação artística do Sistema Solar

    Em seu estudo, aceito pela Planetary Science Journal, os pesquisadores utilizaram milhares de imagens do telescópio espacial TESS da NASA, que colocaram como se estivessem gravando um panorama, de maneira a combinar a luz tênue dos objetos cósmicos distantes que saem das imagens.

    No total, Rice e Laughlin detectaram 17 objetos espaciais que poderiam corresponder ao hipotético Planeta X. "Se pelo menos um destes objetos candidatos for real, isso nos ajudaria a compreender a dinâmica do Sistema Solar exterior e as prováveis propriedades do Planeta Nove", afirmou Rice na página de Yale.

    Atualmente, a astrônoma está verificando os "candidatos" com ajuda de telescópios terrestres.

    Mais:

    Buraco negro mais próximo da Terra pode afinal não existir, indicam estudos
    Cientistas descobrem aumento na densidade do espaço fora do Sistema Solar
    Cometas revelam 2º plano de alinhamento do Sistema Solar
    Tags:
    NASA, telescópio, planeta, astronomia, espaço, Sistema Solar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar