16:29 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    150
    Nos siga no

    Este evento, conhecido como Glóbulos Gasosos em Evaporação Flutuantes (frEGGs, na sigla em inglês), foi batizado J025157.5+600606. Em julho, o Hubble tinha registrado outro frEEG, J025027.7+600849.

    Com o auxílio do telescópio espacial Hubble, da agência espacial norte-americana NASA e da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), astrônomos foram capazes de registrar uma classe especial de berçário formador de estrelas conhecido como frEGGs. A imagem foi divulgada na segunda-feira (12).

    "Quando uma nova estrela massiva começa a brilhar ainda dentro da nuvem molecular fria a partir da qual se formou, sua radiação energética pode ionizar o hidrogênio da nuvem e criar uma grande bolha quente de gás ionizado", explica em comunicado o site do Hubble.

    O limite entre o frEGG frio e empoeirado e as bolhas de gás quente é visível como as bordas roxas e azuis brilhantes nesta imagem fascinante.
    O limite entre o frEGG frio e empoeirado e as bolhas de gás quente é visível como as bordas roxas e azuis brilhantes nesta imagem fascinante

    Surpreendentemente, localizados dentro dessa bolha de gás quente ao redor de uma estrela massiva próxima estão os frEGGs: glóbulos compactos escuros de poeira e gás, alguns dos quais estão dando origem a estrelas de baixa massa. Todo este espetáculo foi observado pelo telescópio que já está em operação a mais de 30 anos.

    Mais:

    Telescópio Hubble revela Júpiter se preparando para mudar de cor (VÍDEO)
    De 30 variantes, Hubble constrói FOTO deslumbrante de galáxia espiral a 55 milhões de anos-luz
    Hubble registra VÍDEO de supernova em galáxia espiral a 70 milhões de anos-luz da Terra
    Com pétalas brilhantes de 6 anos-luz, nebulosa única é flagrada por Hubble (FOTO)
    Tags:
    Agência Espacial Europeia (ESA), NASA, Hubble, Universo, estrelas, explosão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar