19:04 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    Três empresas portuguesas estão envolvidas na missão espacial com contratos de quase € 3 milhões (R$ 19,7 milhões) para tentar evitar colisão de asteroides contra a Terra.

    A Efacec, a GMV e a Synopsis Planet participam de uma missão da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) para testar a possibilidade de desviar asteroides da Terra.

    "Efacec, GMV e Synopsis Planet estão envolvidas em uma das mais ambiciosas missões da Agência Espacial Europeia: testar a possibilidade de desviar grandes asteroides da rota da Terra. O negócio das três empresas envolve contratos no valor total de € 2,93 milhões (R$ 19,2 milhões)", diz o comunicado citado pelo portal Sapo.

    De acordo com o comunicado, a ação foi autorizada pela ESA, que visa o desenvolvimento do projeto, bem como a fabricação e testes da missão Hera, estimada para ser lançada em 2024 para evitar que os asteroides entrem em rota de colisão com a Terra.

    Logo da Agência Espacial Europeia
    © REUTERS / Ralph Orlowski
    Logo da Agência Espacial Europeia

    As empresas portuguesas desenvolverão elementos como o sistema autônomo de orientação, navegação e controle, que permitirá à sonda espacial manobrar de maneira autônoma em torno de um corpo celeste.

    Com isso, as empresas pretendem contribuir para o "esforço global de combate a possíveis ameaças contra a Terra", dando visibilidade à indústria portuguesa, afirmou o presidente da Portugal Space, Ricardo Conde.

    A Efacec se encarregará de desenvolver um altímetro LIDAR, que permite medir distâncias até 20 quilômetros com precisão de dez centímetros, enquanto a GMV Portugal desenvolverá um sistema de controle de manobras orbitais a bordo da sonda.

    A Synopsis Planet, por sua vez, criará um laser microchip do altímetro da Efacec, além de participar da criação do "front-end" ótico.

    Mais:

    Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas
    NASA: asteroide pode atingir Terra um dia antes das eleições norte-americanas
    Asteroide faz aproximação histórica da Terra sem ser notado pela NASA
    Tags:
    empresas, Terra, agência espacial, Portugal, asteroide
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar