06:01 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    Um grupo de mergulhadores encontrou um submarino da Primeira Guerra Mundial, chamado Ariane, em Cabo Bon, uma península no nordeste da Tunísia.

    A embarcação, descoberta no dia 21 de setembro e que teria sido afundada pelos alemães em 1917, estava coberta por algas e animais marinhos. Entretanto, suas escotilhas e seu periscópio estavam quase intactos.

    ​Mergulhadores encontram submarino francês da Primeira Guerra Mundial na Tunísia.

    No momento da descoberta, os mergulhadores do clube Ras Adar não conseguiram definir a origem do submarino, somente após diversas pesquisas foi constatado que se tratava do submarino francês Ariane, que tinha como base o porto de Bizerte, um porto francês no norte da Tunísia.

    "Este é o terceiro submarino encontrado na Tunísia e o único da Primeira Guerra Mundial. Isso é entusiasmante, como se um livro de história tivesse ganhado vida", afirmou Selim Baccar, mergulhador do Ras Adar.

    A embarcação francesa foi torpedeada por um submarino alemão enquanto ainda estava na superfície e apenas oito dos 29 tripulantes se salvaram, de acordo com o portal Africa News.

    Durante a Primeira Guerra Mundial, submarinos alemães criavam o caos ao largo do litoral da Tunísia, ao norte da África, para impedir os franceses de transferirem reforços em homens e provisões.

    Mais:

    Coreia do Sul planeja modernizar submarino com poderosa bateria de lítio
    EUA negam pedido da Coreia do Sul por combustível nuclear submarino, diz mídia
    China caçará submarinos com novo trimarã autônomo (FOTO)
    Tags:
    Tunísia, destroços, Primeira Guerra Mundial, submarinos, submarino, mergulhadores
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar