03:07 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    Astrônomos obtiveram a mais detalhada imagem da Nebulosa Carina, uma espessa e brilhante nuvem de poeira e gás na qual as estrelas estão se formando ativamente.

    Cientistas utilizaram o Observatório Internacional Gemini-Sul, no Chile, para registrar imagens detalhadas do nascimento de estrelas, acontecimento gasoso e empoeirado, mas também visualmente glorioso, na Nebulosa Carina.

    As imagens foram divulgadas na segunda-feira (5) mostram uma intrincada dança de gás brilhante e poeira ao longo da borda da nebulosa.

    A equipe liderada por Patrick Hartigan, da Rice University no Texas, EUA, utilizou uma câmera com óptica adaptativa, que corrige a distorção causada pela atmosfera do nosso planeta.
    Comparação da imagem da Nebulosa Carina sem correção da óptica adaptativa (E) e com (D)
    © Foto / P. Hartigan/Rice University
    Comparação da imagem da Nebulosa Carina sem correção da óptica adaptativa (E) e com (D)

    Com essa técnica, os cientistas foram capazes de obter imagens com uma resolução dez vezes maior e cerca de duas vezes mais nítidas do que as imagens do Hubble no mesmo comprimento de onda. A equipe publicou um artigo onde detalha o processo que culminou na imagem acima na revista científica The Astrophysical Journal Letters.

    Nascimento das estrelas

    Não há melhor localização para investigar o nascimento de estrelas do que as nebulosas, regiões de gás e poeira onde as estrelas se aglutinam, aquecem e começam a brilhar.

    A brilhante Nebulosa Carina, localizada no hemisfério celestial sul, é 500 vezes maior em área real do que a mais conhecida Nebulosa de Órion, tornando-a uma candidata ideal para investigar a formação de estrelas.

    "É possível que o Sol tenha se formado em tal ambiente […]. Nesse caso, a radiação e os ventos de qualquer estrela massiva próxima teriam afetado as massas e atmosferas dos planetas externos do Sistema Solar", afirma em Hartigan ao portal Newswise.

    Mais:

    Telescópio Hubble revela Júpiter se preparando para mudar de cor (VÍDEO)
    De 30 variantes, Hubble constrói FOTO deslumbrante de galáxia espiral a 55 milhões de anos-luz
    Hubble registra VÍDEO de supernova em galáxia espiral a 70 milhões de anos-luz da Terra
    Tags:
    Sol, Chile, estrelas, telescópio, nebulosa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar