16:21 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 101
    Nos siga no

    Vikings, povos nórdicos que habitavam a Escandinávia, podem não ter invadido as Ilhas Britânicas tão violentamente quanto se imaginava.

    Se acreditava que os vikings começaram a invadir as Ilhas Britânicas desde o século VIII, porém, novos indícios sugerem que este movimento pode ter sido lento.

    Há aproximadamente uma década, arqueólogos de Dublin descobriram no centro da cidade os restos de quatro homens enterrados com fragmentos de escudos, adagas e ornamentos que revelavam sua origem viking.

    A datação por carbono deu resultados "bastante surpreendentes": mostrou que estes homens, juntamente com outros 77 vikings que haviam sido descobertos nos séculos passados, foram enterrados anos, talvez décadas, antes das datas estabelecidas sobre a chegada dos vikings.

    Imagem de vikings
    Imagem de vikings

    Conforme o tabloide Express, Simpson afirma que a descoberta reforça a teoria de que os vikings não invadiram as Ilhas Britânicas brutalmente, foram sim chegando de forma lenta, criando pequenas colônias.

    Estes colonos iniciais estabeleceram laços comerciais que ligavam a Irlanda e o Norte da Europa.

    Segundo Gareth Williams, especialista em vikings do Museu Britânico, "a maior parte dos pesquisadores aceita agora que as incursões não foram o primeiro contato, como sugerem os textos antigos".

    "Como os vikings sabiam onde estavam todos aqueles mosteiros? É porque já havia contato. Eles já estavam negociando antes que aquelas incursões acontecessem."

    Declínio da população local

    A população da Irlanda começou misteriosamente a diminuir no século VII, antes da chegada dos vikings e, então, começou a crescer novamente.

    "Milhões de pessoas viviam na Irlanda durante a pré-história e nos primeiros tempos da Cristandade. Por volta do ano 700, esta população entrou misteriosamente em declínio, talvez por causa da guerra, fome, peste ou agitação política", comenta Rowan McLaughlin, da Queen's University de Belfast (Reino Unido).

    "Os vikings se estabeleceram na Irlanda no século X, durante a fase de declínio e, apesar de serem poucos em número, tiveram mais sucesso do que os 'nativos' no aumento de sua população", continua o pesquisador.

    Atualmente, análises genéticas demonstram que muitos dos atuais irlandeses possuem origem viking.

    Mais:

    Espada viking de 1.100 anos de guerreiro 'canhoto' é encontrada em cova na Noruega (FOTO)
    Fazenda viking é descoberta em meio à construção urbana na Suécia (FOTOS)
    São encontrados uns dos maiores templos subterrâneos na Irlanda da Idade do Ferro
    Tags:
    genética, Ilhas Britânicas, Irlanda, arqueologia, viking
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar