03:18 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2261
    Nos siga no

    Os mergulhadores encontraram o navio naufragado Karlsruhe, que pode ter em seu interior o segredo da Câmara de Âmbar, saqueada de Leningrado pelos militares alemães durante o cerco da cidade em 1945.

    Mergulhadores poloneses descobriram o paradeiro dos destroços de navio nazista que pode acabar com o mistério de décadas que envolve o paradeiro do Câmara de Âmbar, informa a agência Reuters.

    Os mergulhadores, membros do grupo de nadadores técnicos Baltictech, relataram ter encontrado o naufrágio do Karlsruhe, um navio a vapor que os comandantes nazistas lançaram em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a fim de evacuar tropas e civis da Prússia Oriental antes de um ataque das forças soviéticas.

    Restos de navio alemão Karlsruhe do tempo da Segunda Guerra Mundial
    © REUTERS / Baltictech / Tomasz Stachura
    Restos de navio alemão Karlsruhe do tempo da Segunda Guerra Mundial

    "Ele está praticamente intacto. Em seus porões descobrimos veículos militares, porcelanas e muitas caixas com conteúdo ainda desconhecido", afirmou Tomasz Stachura, um dos mergulhadores que descobriram o navio.

    Restos de navio alemão do tempo da Segunda Guerra Mundial encontrados por mergulhador
    © REUTERS / Baltictech / Tomasz Stachura
    Restos de navio alemão do tempo da Segunda Guerra Mundial encontrados por mergulhador

    Documentos dizem que o Karlsruhe deixou Konigsberg, então parte da Prússia Oriental, Alemanha, hoje Kaliningrado, Rússia, com pressa, com uma grande carga e 1.083 pessoas a bordo. A Câmara de Âmbar, que estava localizada no Palácio de Catarina, em São Petersburgo, foi saqueada pelos nazistas durante o cerco da cidade (então chamada de Leningrado) e foi vista pela última vez em Konigsberg.

    Navio alemão do tempo da Segunda Guerra Mundial descoberto por mergulhadores poloneses
    © REUTERS / Baltictech / Tomasz Stachura
    Navio alemão do tempo da Segunda Guerra Mundial descoberto por mergulhadores poloneses

    "Tudo isso, junto, estimula a imaginação humana. Encontrar o navio a vapor alemão e as caixas com conteúdo ainda desconhecido no fundo do mar Báltico pode ser significativo para toda a história", disse Tomasz Zwara, outro dos mergulhadores.

    História da Câmara de Âmbar

    A câmara, decorada em painéis de âmbar, folhas de ouro e espelhos, foi construída na Prússia no século XVIII e dada como presente ao imperador russo Pedro, o Grande, em 1716. Sua beleza a levou a ser apelidada de oitava maravilha do mundo.

    Em 1967, as autoridades soviéticas criaram uma comissão encarregada de encontrá-la, mas após 17 anos de buscas que não produziram nenhum resultado e nenhuma pista, a comissão foi encerrada. Muitos historiadores acreditam que a sala foi destruída durante os bombardeios das cidades alemãs.

    Em 1979, os artesãos alemães e soviéticos começaram a criar uma réplica da sala usando fotografias, desenhos e documentos históricos. O processo foi concluído em 2003.

    Mais:

    Massacre da Idade do Ferro é descoberto na Espanha (FOTOS)
    Estilo completamente novo de arte rupestre é encontrado na Austrália (VÍDEO, FOTO)
    Banheira ritual milenar é descoberta em Israel graças à construção de rodovia
    Tags:
    Câmara de Âmbar, mistério, mar Báltico, Segunda Guerra Mundial, navio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar